SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -
CORRENTE O TRABALHO DO PT

Carta de O Trabalho-18 de maio de 2017

20 de maio de 2017
ftemer_ndireitoamenos--cmp-etc

Mais do que nunca:

Fora Temer, Antecipação das eleições, Lula presidente com Constituinte!

Depois do vazamento da delação da JBS incriminando Temer e Aécio vir a público via o jornal O Globo, neste 18 de maio o presidente ilegítimo disse em rede nacional que não renuncia, mas, nos fatos, o seu governo acabou!

As ratazanas (PSDB, PPS, PTN e outros que o apoiavam) abandonam o barco e o clima de crise se amplia. A Bolsa e os negócios pararam, Câmara e Senado suspenderam seus trabalhos, enquanto o Supremo Tribunal Federal manda prender a irmã de Aécio que tem seu passaporte confiscado.

A crise política paralisou as instituições e se criou um vazio político que coloca a questão de quem governa esse país.

Quem criou tal situação foi a força demonstrada pela classe trabalhadora nas grandes mobilizações de março e na greve geral de 28 de abril que nocauteou o governo Temer e colocou em dúvida, para o grande capital, a sua capacidade de levar até o fim as contrarreformas da Previdência e trabalhista.

A recuperação visível do PT (até nas pesquisas) também se alimentou dessa luta de classe direta e do lançamento, de fato, de Lula como candidato à presidência (como se viu no ato dos 50 mil em Curitiba) aparece, aos olhos de amplas massas, como a saída concreta e imediata para a  crise que penaliza os trabalhadores e o povo pobre.

A posição adotada no congresso do PT de São Paulo e em outros estados de “Fora Temer, Antecipação das eleições, Lula presidente com Constituinte” é a melhor resposta que a classe trabalhadora e os setores populares podem dar à questão do poder que está colocada!

Atos em todo o país e Marcha a Brasília

A CUT mantém a Marcha a Brasília em 24 de maio, somando à exigência de retirada das chamadas reformas trabalhista e da previdência, o “Fora Temer” e “Diretas Já” com eleições para presidente e para um parlamento constituinte. Outras cinco centrais (Força, UGT, CSB, NCS e CTB), também mantém o 24 de maio em repúdio às reformas, mas em nota conjunta pedem “estrito cumprimento do rito institucional” para apurar as denúncias, o que poderia levar a aceitar um Rodrigo Maia (DEM) como presidente e uma eleição indireta pelo Congresso.

As frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, reunidas na CUT em 18 de maio, propõem manifestações de massa em todo o país em 21 de maio e se somam ao “Ocupa Brasília” com as bandeiras de “Fora Temer e Diretas Já”.

Sim, é hora da mais ampla mobilização. Se Temer diz que não renuncia, é hora de derrubá-lo e dar a palavra ao povo em eleições para presidente. Mas, como tirar Temer e deixar o atual Congresso corrupto, golpista e reacionário intocado para aplicar as reformas que liquidam direitos? É preciso também eleger novos parlamentares para uma Constituinte soberana!

A nota da direção do PT corrigiu o que membros da sua bancada pediram – a renúncia de Temer – e se pronunciou claramente por “Diretas Já” para presidente, mas os próprios congressos estaduais do partido foram além ao adotarem “antecipação das eleições, Lula presidente com Constituinte”.

A corrente O Trabalho, lado a lado com companheiro/as do Diálogo e Ação Petista e das chapas de Unidade pela Reconstrução do PT, irá intervir em todas as ações unitárias para expulsar de vez os golpistas do governo e do Congresso, reafirmando a saída política concreta para a crise que atinge seu clímax:

Fora Temer, Nenhum Direito a Menos!

Antecipação das eleições!

Lula presidente com Constituinte para as reformas populares!



Outras publicações

15 de agosto de 2017

A Medida Provisória (MP) 792/2017 do governo golpista de Michel Temer implementa o Programa de Demissão Voluntária (PDV), a redução da carga horária com redução salarial e incentiva a licença sem remuneração do servidor por até seis anos. Trata-se da continuidade do enredo do golpe de estado que estamos vivendo no Brasil. A MP 792 […]


10 de agosto de 2017

Com o exército na rua, o governo Pezão (PMDB) quer fazer o ajuste fiscal O exército está na rua em todo o estado do Rio de Janeiro. A justificativa dada por Raul Jungmann, ministro da Defesa do governo golpista, é a de que é preciso fazer uma “assepsia” no Rio (entrevista CBN, 25/07). Jungmann tenta […]


5 de agosto de 2017

Plano B? Lula foi condenado pelo juiz Moro, com apoio da mídia e dos golpistas, a tempo de obter a confirmação da sentença na segunda instancia, o Tribunal Regional Federal (TRF4), e tirá-lo assim da disputa presidencial pela famigerada lei da “ficha limpa”. Um outro objetivo de Moro e dos golpistas com isso, foi precipitar […]


SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -