Convocado 5° congresso da JPT

O Conselho da Juventude do PT composto pela executiva nacional e os secretários estaduais decidiu convocar o 5º Congresso da Juventude do PT para os dias 11 a 14 de junho de 2020, com local a definir em fevereiro.

Após o 7º Congresso, quando foi pautado desde as etapas estaduais a necessidade de uma juventude do PT autônoma é a vez de no congresso da juventude prosseguir o debate.

Até agora, aqueles que são contrários à autonomia justificam com grandes falsos fantasmas para esconder com o que verdadeiramente se preocupam. Enquanto dizem que autonomia para a juventude levaria ela a sair do PT ou se tornar oposição à própria direção do partido, na verdade se preocupam que com uma organização da juventude que pense pela própria cabeça e ande pelas próprias pernas perceba que as cotas, que não fazem a transição geracional, são na verdade as amarras dos nossos jovens.

Ao longo dos debates nos estados na preparação do 7º Congresso Nacional do PT, a partir da “Carta aos Jovens Petistas” da Juventude Revolução do PT e da proposta apresentada entre os 7 pontos do Diálogo e Ação Petista, jovens de outras correntes chegaram a conclusão de que o PT precisava de uma organização de juventude que pudesse pensar e agir sem precisar pedir autorização.

Com esse sentimento, no Rio de Janeiro, por exemplo, na etapa estadual do congresso do PT um jovem disse que “Precisamos da autonomia porque nós queremos fazer nosso congresso e não querem deixar”. Essa é a realidade, entre outros exemplos, os jovens até para organizar o seu congresso para discutir política e organização, precisam de autorização da direção nacional.

É hora de filiar jovens!
A primeira tarefa é colocar a campanha de filiação ao PT na rua. Chamar os jovens a se filiarem para lutar por Lula Livre, pela anulação dos processos, por emprego e direitos, contra os cortes na educação, contra a repressão policial que mata nos bailes das favelas, pelo direito de se expressar livremente, etc.

É possível uma grande campanha! A experiência que acumulamos é que com banquinhas na universidade, feiras e atos, é possível dialogar com jovens e filiá-los. Ademais, pode-se fazer campanhas virtuais fazendo um amplo chamado para os jovens que se identificam com o PT e querem lutar por um futuro para que integrem nosso partido e juntem-se à JRdoPT.

Sarah Lindalva