SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -
CORRENTE O TRABALHO DO PT

dossie

Venezuela: Nicolás Maduro é reeleito com 68% dos votos
25 de maio de 2018
O segundo boletim do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), de 21 de maio (98,78% de atas apuradas), confere a Nicolás Maduro, candidato da Frente Ampla da Pátria (PSUV e outros partidos) 6.190.612 votos (68%), enquanto Henri Falcón acu­mula 1.917.036 votos (21%), Javier Bertucci 988.761 e Reinaldo Qui­jada 36.246. A participação foi de 9.132.655 eleitores (46,2% do total). Maduro foi reeleito para um novo mandato (2019-25) derrotando os[...]
Milhares de trabalhadores param na África do Sul
15 de maio de 2018
Milhares de trabalhadores da África do Sul (Azânia, como o povo chama sua nação) fizeram greve no dia 25 de abril, contra a decisão do presidente Cyril Ramaphosa de impor um salário mínimo de miséria e realizar uma reforma das leis tra­balhistas visando a restringir a ação dos sindicatos. A greve, acompanhada de atos públicos e passeatas, foi a primei­ra ação de massas convocada pela nova Federação Sindical Sul-africana (Saftu, na sigla em inglês), constitu­ída em oposição ao Congresso de Sindicatos Sul-africanos (Cosatu), ligado ao governo. Os organizadores saudaram esse[...]
EUA tem onda de greve de professores
14 de maio de 2018
A greve dos profes­sores na Virgínia Ocidental mostrou o caminho a todos os professores dos Esta­dos Unidos (EUA). Em nove dias de uma greve apoiada por assem­bleias gerais maciças, de 23 de fevereiro a 3 de março, eles con­quistaram 5% de rea­juste e a cobertura so­cial que reivindicavam. O desenvolvimento dessa mobilização é instrutivo: em 27 de fevereiro, os representantes sindicais anunciaram ter chegado a um acordo com o governador republicano sobre o aumento de salários, mas não sobre a proteção social, e propuseram o fim da greve. As assembleias gerais, porém,[...]
Venezuela a menos de um mês das eleições
3 de maio de 2018
As eleições de 20 de maio na Ve­nezuela se dão numa situação de guerra de preços, escassez de alimentos e remédios, insegurança à qual se soma um caos do transporte, apagões de energia, manipulação do cambio do dólar paralelo. Tudo isso num país cada vez mais dependente de importações de bens de primeira necessidade e de matérias primas para a produção. O Estado se encontra de mãos amarradas para intervir, com pouca capacidade para injetar mais recursos na economia com reservas interna­cionais abaixo de 10 bilhões de dóla­res. A produção petroleira atingiu seu[...]
Mais um massacre na Palestina
10 de abril de 2018
Em 30 de março, cerca de 30 mil palestinos, vindos em sua maioria dos campos de refugiados da Faixa de Gaza, participavam do lançamento de uma atividade que deveria se desenro­lar por seis semanas, a “marcha pelo retorno”, organizada pela coordena­ção do conjunto de agrupamentos políticos estruturados no território. Seu objetivo era realizar uma manifes­tação dirigida à barreira de segurança que separa a Faixa de Gaza das fron­teiras oficiais do Estado israelense, para marcar a recusa ao confinamento naquela que se convencionou chamar de a maior prisão a céu aberto do[...]
Putin foi reeleito. E agora?
9 de abril de 2018
Vladimir Putin foi reeleito presi­dente da Rússia, sem surpresas. A imprensa fala em plebiscito, em fraudes, mas de todo modo ele teria sido reeleito. Putin aparece para a população russa como um mal me­nor, depois do período de anarquia vivido pela Rússia nos anos 1990. É visto como aquele que restabeleceu a autoridade do Estado e sua sobe­rania frente aos Estados Unidos e às grandes potências. A natureza do regime autoritário de Putin tem uma particularidade: após a queda da União Soviética (URSS), a Rússia era um barco à deriva. As privatizações se multiplicavam, o roubo[...]
Parem os massacres contra os palestinos!
2 de abril de 2018
Alertamos os camaradas e organizações que participam das atividades do Acordo Internacional dos Trabalhadores e dos Povos sobre os acontecimentos dramáticos que ocorreram na Palestina nos últimos dias. Em 30 de março, quando se comemora o “Dia da Terra”, dezenas de milhares de palestinos se manifestaram atendendo ao chamado de um coletivo de organizações sob a palavra de ordem “a marcha do retorno”, em direção à rede de arame[...]
Eleições presidenciais no México
25 de março de 2018
Em 1 de julho haverá eleições presidenciais e parlamentares no México. A campanha ocorre numa situação marcada pela ofensiva de Trump contra as nações e povos da América Latina, pressionado pela crise que sacode o sistema político dos EUA – um exemplo é a recente demissão do Secretário de Estado, Rex Tillerson. O ponto alto dessa ofensiva é o cerco econômico montado contra a Venezuela e as ameaças de interven­ção militar, que teria graves implica­ções para todos os países da região (ver pag. 12). No caso do México, Trump já co­meçou a construção de um muro[...]
Venezuela: eleições remarcadas para 20 de maio
23 de março de 2018
O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) adiou as eleições presi­denciais na Venezuela, incialmente previstas para 22 de abril, para 20 de maio. Na mesma data ocorrerão também eleições para os conselhos legislativos estaduais e municipais. A decisão foi tomada após a assi­natura do “Acordo de garantias elei­torais” entre o partido de Maduro, PSUV, e um setor da oposição que em 28 de fevereiro havia formalizado a inscrição de Henri Falcón como candidato presidencial, o Avançada Progressista (AP) e os tradicionais partidos MAS e COPEI. O acordo inclui a abertura de regis­tro[...]
Eleições na Itália causam sobressalto
20 de março de 2018
“Um terremoto político”, escre­veu o jornal “Il Corriere dela Sera” após as eleições italianas de 4 de março. “Um cataclismo eleitoral”, segundo o “Le Monde”. Na votação, manifestou-se uma rejeição ampla aos herdeiros dos partidos que há dé­cadas governam o país em função dos interesses dos patrões, dos banqueiros e dos especuladores, eliminando di­reitos e conquistas dos trabalhadores. O Partido Democrata (PD), do governo em exercício desde 2013, obteve menos de 19% dos votos (ante 41% nas eleições europeias de 2014). O Força Itália, de Berlusconi, que[...]
SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -