SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -
CORRENTE O TRABALHO DO PT

Eleição sem Lula é fraude!

12 de julho de 2017
JOT810_capa

Nos últimos dias o povo brasileiro viu um desenrolar de fatos que concentram a tragédia nacional em curso, desde a consumação do golpe.

Num Senado, que chegou a ficar às escuras a mando de seu presidente, 50 senadores, representantes de interesses patronais, apro­varam, para preservar o lucro empresarial, a contrarreforma trabalhista, um ataque bru­tal aos mais elementares direitos da classe trabalhadora. Dos 81 senadores, apenas 26 votaram contra a destruição da CLT!

Na Câmara Federal, deputados se oferecem, dispostos a se venderem a qualquer preço às custas de verbas e interesses públicos, para livrar a cara do golpista Temer agora denun­ciado. Agentes do próprio golpe, ao qual Temer, enfraquecido pela resistência popu­lar, pode não servir mais, articulam entre si alternativas para prosseguir a pilhagem dos trabalhadores e da nação.

No Judiciário, apesar de rusgas internas, a perseguição ao PT segue em marcha batida. Moro acaba de condenar, sem provas, o com­panheiro Lula. Mais um passo da ofensiva, através do Judiciário, para impedir que o PT, com Lula, se concretize como alternativa de um novo governo. O companheiro João Vac­cari Neto, apesar de absolvido pois fora con­denado sem provas, segue preso em Curitiba.

A podridão que contamina o país, vem acompanhada do desmonte da democracia, da justiça e de direitos, da entrega da soberania aos interesses do capital financeiro, do acirramento da violência no campo contra os trabalhadores, da volta do país ao mapa da fome.


Nem mais um dia a perder. Vamos à luta!


Tudo a confirmar que a cada dia mais de permanência deste governo golpista, apoiado nas instituições que patrocinaram o golpe, é uma regressão, sem precedentes, na vida do povo trabalhador do país.

A classe trabalhadora, apesar dos golpes que vem sofrendo de um Congresso e de um governo que estão aí para isso mesmo, não abre mão de lutar e resistir na defesa de suas conquistas. Depois da mobilização de 30 de junho, a CUT discute a continuidade do movimento pela greve geral, para derrotar a contrarreforma da previdência.

A disposição é de barrar novos ataques, re­conquistar o que foi retirado e avançar novas conquistas.

Uma disposição que pede, não apenas a derrubada dos golpistas, mas a instalação de um novo governo, eleito pelo povo e capaz de devolver os direitos trabalhistas rouba­dos, retomar para a nação o controle de suas riquezas entregue às multinacionais, como o Pré-Sal, colocar abaixo a famigerada PEC do teto dos gastos que começa a colapsar os serviços públicos.

Esta alternativa existe, e foi ela que o 6º Congresso do PT decidiu apresentar à nação.

É hora, portanto, do partido assumir ple­namente esta decisão – esta é sua respon­sabilidade – organizando a luta. É a melhor defesa do companheiro Lula: reafirmá-lo como candidato a Presidente, saída para este descalabro nacional.

Nenhum dia mais pode ser perdido. Apoiar­-se na resistência dos trabalhadores e ajuda­-los a avançar, livrando o país dos golpistas e das instituições podres. Foi isto que o 6º Congresso decidiu. É o que deve ser feito.

Defesa de Lula e do PT, liberdade para Vaccari Já!

Fora Temer, Diretas Já!

Lula Presidente, com Constituinte!

Vamos reunir, vamos discutir. Vamos à luta!



Outras publicações

16 de novembro de 2017

Há alguns dias está em vigor a contrar­reforma trabalhista que bombardeou os direitos consagrados na CLT. Uma pau­lada na cabeça de cada trabalhador, agora ameaçado de ter que vender sua força de trabalho em condições de exploração sel­vagem. Mas, apesar de estar valendo, nin­guém pode afirmar que para a patronal vai ser fácil aplicar esse […]


1 de novembro de 2017

Temer insiste em ter 3% de apoio popular. Na Câmara, porém, 52% dos deputados o apóiam contra investigar uma segunda denúncia. No Senado é igual, senão for pior. 3% contra 52%? Que representação do povo é essa no Congresso Nacional? “Que país é esse”, perguntava a canção lan­çada em 1987, que começava denunciando “Nas favelas, […]


19 de outubro de 2017

Para onde caminha o Brasil nas mãos dos serviçais do capital financeiro? A publicação da Portaria 1.129, no Diário Oficial da União em 16 de outubro, que modifica o conceito de trabalho escravo e cria obstáculos à sua fiscalização e combate, é uma brutal expressão de para onde o governo usurpador, imposto pela força destruidora […]


SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -