SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -
CORRENTE O TRABALHO DO PT

“Fora Temer é coisa da esquerda pequeno-burguesa.” Será?

13 de janeiro de 2017
volta querida

O impeachment, sem crime de responsabilidade, foi um golpe contra o povo. Portanto, é justa a sua anulação. Para chegar lá é preciso avaliar porque Dilma caiu e os meios para restabelecer a democracia: no limite desta nota, resumindo, uma greve geral pelos direitos e a perspectiva da Constituinte, o que começa na luta pelo Fora Temer, o usurpador alçado pelo golpe.

Nos atos aparecem pequenos grupos pedindo “volta Dilma”, via a anulação. Mas a própria Dilma não cogita disso nas entrevistas. Dilma fala em virar a página e eleições diretas. E, de fato, não há setores populares em luta pela sua “volta” devido à decepção com as medidas de ajuste de seu segundo mandato.

Mas Edva Aguilar, de um daqueles grupos, prefere culpar “a própria esquerda (que) esqueceu os avanços econômicos conquistados pelo governo Dilma até 2014 e se somou aos golpistas, criticando ferozmente a Presidenta e seu governo pelos ajustes e escolhas. Machismo e misoginia, infelizmente, não ocorreram só entre os inimigos políticos”. E chuta que “uma ocupação em massa do STF pode constituir a força para que esses ministros anulem o golpe”.

Mas quem sustentaria tal ocupação no país, do lado de fora? À esta altura, é muita ilusão nos ministros do STF, ignorar que só a força dos trabalhadores numa greve pode impor tal recuo.

Ilusões parecidas tem outro grupo, o PCO: “os advogados de Dilma Rousseff entraram com mandado de segurança no STF” (…) “a exigência de que o Judiciário se pronuncie é uma ferramenta para mobilizar amplos setores”. Agressivo, o site Partido da Causa Operária (PCO) denuncia “os elementos da esquerda pequeno-burguesa que pede o Fora, Temer, abandonando a luta contra o golpe” (1/2/2017).

Antes de acusar, o PCO dilmista deveria testar em panfletagens em fábricas ou terminais populares, a audiência da palavra-de-ordem “volta Dilma”.



Outras publicações

11 de março de 2017

Para fazer o que não foi feito. Um manifesto de intelectuais (Chico Buarque, Leonardo Boff, Fernando de Moraes e outros) pediu para Lula se lançar candidato a presidente em 2018 “porque ainda é preciso incluir muita gente e reincluir aqueles que foram banidos outra vez”. A discussão já existia, deve crescer. Sem dúvida, o regime […]


28 de fevereiro de 2017

Para o presidente do PT, é preciso dar um fim à perseguição politica promovida por certos juízes e procuradores e libertar Vaccari, Dirceu e Palocci do Site o PT 27/02/2017 por Gil Ferreira A soltura do ex-goleiro do Flamengo, Bruno de Souza, semana passada, por decisão liminar do ministro do STF, Marco Aurélio Mello, deveria levar a […]


2 de fevereiro de 2017

Leia a entrevista completa com a Professora Michelle Wendling, do Instituto de Psicologia da UERJ por Francine Iegelsk Nos últimos meses, os servidores públicos do estado do Rio de Janeiro têm sofrido todo o tipo de ataques por parte do governo Pezão (PMDB). Aconteceram greves de todas as categorias, inclusive agentes penitenciários e policiais civis. […]


SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -