SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -
CORRENTE O TRABALHO DO PT

“Fora Temer é coisa da esquerda pequeno-burguesa.” Será?

13 de janeiro de 2017
volta querida

O impeachment, sem crime de responsabilidade, foi um golpe contra o povo. Portanto, é justa a sua anulação. Para chegar lá é preciso avaliar porque Dilma caiu e os meios para restabelecer a democracia: no limite desta nota, resumindo, uma greve geral pelos direitos e a perspectiva da Constituinte, o que começa na luta pelo Fora Temer, o usurpador alçado pelo golpe.

Nos atos aparecem pequenos grupos pedindo “volta Dilma”, via a anulação. Mas a própria Dilma não cogita disso nas entrevistas. Dilma fala em virar a página e eleições diretas. E, de fato, não há setores populares em luta pela sua “volta” devido à decepção com as medidas de ajuste de seu segundo mandato.

Mas Edva Aguilar, de um daqueles grupos, prefere culpar “a própria esquerda (que) esqueceu os avanços econômicos conquistados pelo governo Dilma até 2014 e se somou aos golpistas, criticando ferozmente a Presidenta e seu governo pelos ajustes e escolhas. Machismo e misoginia, infelizmente, não ocorreram só entre os inimigos políticos”. E chuta que “uma ocupação em massa do STF pode constituir a força para que esses ministros anulem o golpe”.

Mas quem sustentaria tal ocupação no país, do lado de fora? À esta altura, é muita ilusão nos ministros do STF, ignorar que só a força dos trabalhadores numa greve pode impor tal recuo.

Ilusões parecidas tem outro grupo, o PCO: “os advogados de Dilma Rousseff entraram com mandado de segurança no STF” (…) “a exigência de que o Judiciário se pronuncie é uma ferramenta para mobilizar amplos setores”. Agressivo, o site Partido da Causa Operária (PCO) denuncia “os elementos da esquerda pequeno-burguesa que pede o Fora, Temer, abandonando a luta contra o golpe” (1/2/2017).

Antes de acusar, o PCO dilmista deveria testar em panfletagens em fábricas ou terminais populares, a audiência da palavra-de-ordem “volta Dilma”.



Outras publicações

18 de junho de 2017

Por 4 a 3, julgamento podre reflete apoio da maioria da classe dominante A mídia criou uma expectativa ao redor do julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, dia 9, pedido pelo derrotado Aécio Neves do PSDB, após a eleição de 2014. Como se a corte pudesse fazer justiça, no caso, condenando Temer por […]


29 de maio de 2017

Entrevista publicada originalmente no Jornal Diário da Manhã de Goias de 27 de maio de 2017. “O principal erro político foi, chegando ao governo, ( o PT) ter se adaptado às instituições herdadas … o invés de se jogar na convocação de uma Constituinte para transformá-las, da reforma política à regulação da mídia, passando pela […]


23 de maio de 2017

Morreu no dia 12, aos 98 anos, o crítico literário, sociólogo e professor Antônio Cândido de Mello e Souza. Militante socialista na juventude, fundador do PT, Antônio Cândido foi um intelectual no mais exato sentido do termo: dedicado e rigoroso em sua atividade acadêmica, e ao mesmo tempo engajado nas lutas em favor do povo. […]


SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -