Jilmar Tatto, o PT na prefeitura de SP!

A sala virtual lotou, em 24 de julho. Mil petistas participaram do lançamento da pré-candidatura de Jilmar à prefeitura de São Paulo.

Depois do bombardeio de dentro e fora do PT pela retirada da candidatura, a atividade foi uma contundente resposta dos militantes e dirigentes das zonais, dos vereadores e deputados presentes ao ato que contou com a participação da presidente nacional Gleisi Hoffmann, do presidente estadual Luís Marinho e de Fernando Haddad.

A disposição da militância, e do próprio candidato, é ir à luta. Fazer da campanha eleitoral um reforço da luta contra o governo Bolsonaro e em defesa das políticas em benefício do povo trabalhador. Como a questão da defesa e ampliação dos serviços públicos, urgência escancarada pela pandemia. Isto, aliás, é que está marcando a pré-campanha de Jilmar que tem participado de atos pela reabertura de hospitais e contra o processo de entrega às Organizações Sociais, pretendida pelo atual prefeito Bruno Covas (PSDB). Jilmar é o candidato para desalojar a maléfica dinastia tucana que só faz entregar os serviços públicos à sanha do lucro do capital privado e retirar direitos do funcionalismo. “Se privatizar, vamos reverter”, afirmou Jilmar no ato em defesa do Hospital do Campo Limpo. A campanha se anuncia com uma linha de luta. Como Jilmar afirmou no ato: “fazer desta cidade uma trincheira de luta contra o governo Bolsonaro, vamos lutar todos os dias para que Bolsonaro saia, porque o Brasil não tem saída com esse governo. ”

Agora é campanha! E, como diziam os metalúrgicos nas greves do ABC que deram origem ao PT, em 1º de janeiro 2021 dizer em alto e bom som: “óia nós aqui tra vez!”

Misa Boito