SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -
CORRENTE O TRABALHO DO PT

“Não vou desistir” diz Lula em Curitiba

15 de setembro de 2017
21753228_1874435109541133_7049113820358381905_o

Em ato com cerca de sete mil pes­soas, em seguida ao seu segundo depoimento a Sérgio Moro, Lula garantiu que não vai desistir: “Se eles têm medo que eu seja candidato, que tenham. Não vou desistir, vou lutar até o fim e nós vamos consertar esse país”.

Além da candidatura, Lula reafirmou compromissos com a grande maioria da população: “Eu cometi um erro im­perdoável para a elite brasileira”, disse, citando os programas de seu governo que beneficiaram os mais pobres.

O presidente da CUT, Wagner Freitas, fez com que fosse aclamada a palavra de ordem “Eleição sem Lula é fraude”. O ato em Curitiba vem na sequência da caravana de Lula pelo Nordeste e mostrou a mesma disposição dos trabalhadores de lutar por seus direitos.

Participaram a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, diversos parlamentares petistas, o senador Roberto Requião e lideranças sindicais e populares.

Quando Lula começou a falar, um helicóptero passou a rondar baru­lhentamente o ato (quem paga?), projetando uma mensagem em apoio à Lava Jato. A multidão respondeu em coro: “Brasil urgente, Lula Presidente! ”

A movimentação em torno de Lula começou cedo. Horas antes do de­poimento, cerca de mil militantes se concentraram a cem metros da Justiça Federal, onde o ex-presidente seria ouvido por Moro. Militantes do PT, dos sindicatos, do MST formaram um cordão para proteger Lula, ovacionado quando chegou.

Depois, os militantes dirigiram-se à Praça Generoso Marques, onde já havia muita gente.

O depoimento desta vez foi rápido. Moro aferrou-se às velhas acusações, contando agora com a delação do ex­-ministro Palocci. Lula negou todas. No ato, Lula disse que depois de anos sem encontrar nenhuma prova contra ele, seus acusadores deveriam ir à tele­visão pedir desculpas.

Correspondente



Outras publicações

9 de novembro de 2017

Não há mais desculpa para não se atacar especulação e desabastecimento A resistência do povo trabalhador aos ataques do imperialismo e seus aliados foi o que permitiu as vitórias políticas da eleição e instalação da Assembleia Nacional Constituinte e, em 15 de outubro, o triunfo nas eleiçõespara governadores. Assim foi dada uma nova oportunidade ao […]


8 de novembro de 2017

“Labour” se inclina para a esquerda e é favorito em eleições no Reino Unido O congresso do Partido Trabalhista (Labour Party) – o mais antigo partido socialdemocrata do mundo, ligado desde a origem aos sindicatos britânicos – registrou muitas novidades. A começar pelo número de 1.200 delegados, o maior em 30 anos, dos quais cerca […]


6 de novembro de 2017

Em 10 de novembro, CUT e centrais chamam Dia Nacional de Luta A partir de 11 de novembro, a vida dos trabalhadores brasileiros vai sofrer grandes mudanças com a validade da Lei 13.467, da “reforma” trabalhista. Os primeiros efeitos já começam a aparecer (ver abaixo). Nos locais de trabalho, há muita insegurança. E há também […]


SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -