SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -
CORRENTE O TRABALHO DO PT

Sim, eleição sem Lula é fraude!

10 de janeiro de 2018
JOT-820_capa

O ano de 2018 se inicia com o julgamen­to em segunda instância do recurso de Lula, marcado pelo Tribunal Regional Federal (TRF-4) de Porto Alegre para 24 de janeiro.

Prepara-se a continuidade da farsa judicial que começou com a condenação proferida pelo juiz Sérgio Moro, sem qualquer prova, em primeira instância. É a continuidade da marcha à ditadura do Judiciário, que passou pelo golpe iniciado em 2016 com o impea­chment de Dilma. É o vale-tudo para impedir que o povo brasileiro decida de forma sobe­rana e democrática quem quer ver à frente da presidência da República.

A previsível confirmação da condenação de Lula em Porto Alegre (senão porque acelerar o julgamento do recurso e passar o seu caso adiante de outros mais antigos?), só virá a confirmar o “estado de exceção” em que a na­ção brasileira foi mergulhada por golpistas a serviço dos interesses dos grandes capitalistas associados ao imperialismo.

Eles querem impedir Lula de disputar as eleições porque sabem que o povo trabalha­dor deposita na sua candidatura a esperança de reverter os ataques do governo Temer aos direitos trabalhistas e impedir o ataque aos direitos previdenciários, reverter o processo de entrega de nossos recursos energéticos e naturais às multinacionais, como no caso do Pré-sal e da Petrobras, recuperar os salá­rios, descongelar os investimentos públicos em saúde e educação, avançar nas reformas populares necessárias (agrária, urbana, tri­butária etc).

Isso é inaceitável para o imperialismo e seus fantoches locais, ainda mais que o governo Temer, recordista de impopularidade, e os partidos que o apoiam, vão de crise em crise sem conseguir um candidato “competitivo” para enfrentar Lula.

De hoje a 24 de janeiro, em todo o país, se prepara a luta que vai marcar todo ano de 2018, e que começa por garantir o direito de Lula ser candidato.

Os milhares que se manifestarão em Porto Alegre, nas capitais e outras cidades, iniciam o combate para impedir a fraude, garantir a vitória de Lula e sua posse, para que um novo governo do PT, devolvendo a palavra ao povo, através de uma Constituinte Sobe­rana, reverta os ataques do governo golpista e avance na conquista da soberania nacional.

Seja qual for o veredicto do TRF-4, mais uma peça dessa perseguição política, o PT anuncia que lançará a candidatura de Lula. E, realmente é o que deve ser feito. Sim, porque eleição sem Lula é fraude e por isso mesmo não há o “plano B”, desejado por alguns se­tores, e tão especulado pela grande imprensa.

A demonstração de força popular em defesa de Lula contra seus perseguidores injetará mais energia no combate dos trabalhadores de norte a sul do país para impedir a con­trarreforma da Previdência, que os golpistas tentam colocar a voto na Câmara dos De­putados em 19 de fevereiro. “Se botar para votar, o Brasil vai parar” é uma orientação que mantém toda sua atualidade.

Anuncia-se um ano de 2018 de intensifica­ção da luta de classes, o que exige o reforço da organização independente dos trabalha­dores, portanto do PT e da CUT, e a ampla unidade com os movimentos populares, da juventude e com todos os setores dispostos a reestabelecer a soberania popular e nacional no Brasil derrotando o governo Temer e seus aliados nas ruas e depois nas urnas com Lula presidente.



Outras publicações

5 de dezembro de 2017

* Conforme publicado na edição 819, antes do adiamento da votação da reforma da previdência e da greve nacional. A Câmara Federal acaba de aprovar a Me­dida Provisória 795, conhecida por MP da Shell, de benefícios fiscais para as multi­nacionais petrolíferas explorarem o Pré-Sal, provocando um rombo 1 trilhão de reais nos cofres públicos. Agora, […]


16 de novembro de 2017

Há alguns dias está em vigor a contrar­reforma trabalhista que bombardeou os direitos consagrados na CLT. Uma pau­lada na cabeça de cada trabalhador, agora ameaçado de ter que vender sua força de trabalho em condições de exploração sel­vagem. Mas, apesar de estar valendo, nin­guém pode afirmar que para a patronal vai ser fácil aplicar esse […]


1 de novembro de 2017

Temer insiste em ter 3% de apoio popular. Na Câmara, porém, 52% dos deputados o apóiam contra investigar uma segunda denúncia. No Senado é igual, senão for pior. 3% contra 52%? Que representação do povo é essa no Congresso Nacional? “Que país é esse”, perguntava a canção lan­çada em 1987, que começava denunciando “Nas favelas, […]


SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -