Trabalhadores de Hospital em Minas Gerais denunciam equipamentos de proteção frágeis

Os profissionais da regional de Juiz de Fora do SindSaúde-MG denunciaram ao mandato do deputado Estadual Betão (PT-MG) a falta de rigor com os EPI’s fornecidos aos funcionários do Hospital Regional João Penido.

Segundo a representante do sindicato Lê Romani faltam capotes totalmente impermeáveis, um dos itens adequados à proteção do trabalhador em tempos de coronavírus.

Imediatamente Betão enviou um requerimento endereçado a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e à FHEMIG – Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerias em que se solicita verificação da situação do material EPI – Equipamento de Proteção Individual – destinado aos servidores dos hospitais da rede.

Essa solicitação cobra providências para garantia da segurança das trabalhadoras e trabalhadores em seu ambiente de trabalho, principalmente em um momento tão grave como o que estamos vivendo. Não é possível deixar esses trabalhadores vulneráveis.

A assessoria de Betão entrou em contato com o diretor do Hospital Regional João Penido, Daniel Ortiz, que afirmou compromisso em apurar todas as denúncias apresentadas.