Trabalhadores do serviço público de Florianópolis conquistam testes

Em ato, trabalhadora reivindica testes em Florianópolis

Diante do crescimento vertiginoso da epidemia em Florianópolis nos últimos dias, com registro de 40 mortes, e a ocupação dos leitos de UTI girando em torno de 90%, é crucial neste momento garantir a saúde e a segurança de todos os trabalhadores. Para tanto, além de fornecer EPIs, higienizar os ambientes e diversas outras medidas sanitárias aos trabalhadores do serviço público, se faz necessário o reconhecimento da Prefeitura quanto à importância da testagem para coronavírus.

Após muita pressão do Sintrasem (sindicato dos servidores municipais) e da categoria, a PMF passou a testar primeiramente os trabalhadores da saúde, posteriormente, a partir de um acordo de greve, os trabalhadores da COMCAP (empresa de limpeza pública da cidade), e recentemente os servidores da Assistência Social.

A cobrança se deu pela testagem da categoria, principalmente os trabalhadores dos serviços essenciais, uma vez que é uma importante ferramenta na identificação de novos casos de forma precoce e no controle da pandemia. Trata-se de uma importante vitória – visto que o Executivo estava, inclusive, descumprindo a Lei Federal 1409/20, que garante essa prioridade.

A propaganda do Prefeito Gean Loureiro diz que Florianópolis é a cidade que mais testa, mas não explica que estes testes estão sendo oferecidos em uma parceria com a iniciativa privada. Onde estão os recursos públicos de combate a pandemia? Nunca tem bondade vinda do governo Gean e de empresários atrelados ao governo. Para se ter conquistas e condições de trabalho, a categoria precisa sempre estar mobilizada e cobrando dos gestores que fazem “vista grossa” com as demandas dos trabalhadores e tentam a todo custo justificar e intensificar o sucateamento do Serviço Publico.

Diante desta vitória, o sindicato acompanha as testagens que estão sendo realizadas,  exige o cumprimento do protocolo de afastamento imediato dos casos positivos e cobra a periodicidade dos testes para identificar os casos de forma precoce. Ainda reforça a continuidade da luta por condições de trabalho que garantam segurança a todos os trabalhadores que atuam na linha de frente desta pandemia.