Ataques ao PT

Prefeito de Araraquara, Edinho do PT.

Prossegue uma escalada de ataques a parlamentares, em especial vereadores e também à prefeito.

Em Santa Bárbara d’Oeste (SP), a vereadora Professora Juliana foi vítima de agressões do vereador Felipe Corá (Patriota). Em um vídeo ele chama Juliana de “fanfarrona” e “defensora de bandido”, a acusa de demonizar o “tratamento precoce” e culmina sugerindo que ela “lave sua boca com ácido sulfúrico” antes de falar de Bolsonaro. O vídeo foi gravado após a vereadora criticar o uso de remédios sem eficácia comprovada contra a Covid-19. Caso similar ocorreu com a vereadora Filipa Brunelli de Araraquara (SP) Após denunciar como antidemocrático um ato realizado em frente ao Tiro de Guerra da cidade, onde manifestantes pediam intervenção militar, a vereadora sofreu ofensas e até ameaças de morte pelo Facebook.

O prefeito de Araraquara, Edinho do PT, sofreu uma tentativa de impeachment. Bolsonaristas da cidade tentaram emplacar um requerimento de investigação e cassação do mandato com base em falsas denúncias de irregularidade na aquisição de respiradores para a rede municipal de saúde durante a epidemia. O autor do requerimento, Coronel Prado (Podemos), teve o apoio e presença do Deputado federal Eduardo Bolsonaro, presente na cidade no dia da entrega à Câmara municipal que rejeitou o requerimento. O senador Rogério Carvalho (PT-SE) foi alvo de espionagem.

Bolsonaro avança no autoritarismo e açula os bolsonaristas a atacar o PT.

Tiago Maciel

Artigo anteriorJuventude não vê futuro diante da situação
Próximo artigoDesfile militar na CPI