Direto da Caravana: milhares em Florianópolis reafirmam “eleição sem Lula é fraude”

Depois de ser impedido em Passo Fundo, mas com o sucesso de 5 mil num ato em São Leopoldo, ontem, a Caravana Sul de Lula, teve hoje uma consagradora recepção em Florianópolis, por mais de 8 mil pessoas.

A combativa coluna do DAP, ao lado da JR, cada um com sua faixa, emocionou a praça que a aplaudiu, quando entrou cantando em coro “O Brasil já sabe! Eleição sem Lula é Fraude!”. Os pirulitos do DAP ocuparam lugar de destaque até o fim do ato.

Lula DAP Floripa

Uns 200 coxinhas verde-amarelos até tentaram, mas não conseguiram tumultuar. Foram isolados pela PM.

Uma liderança sindical agradeceu a Lula a anistia em 2008 aos soldados e oficiais da PM, alguns presentes, punidos devido ao fato de fazerem greve.

Isadora, falando pela UCE (União Catarinense de Estudantes), como Juventude Revolução, denunciou a situação da educação e a falta de emprego, renovou o apoio à revogação dos atos dos golpistas e por medidas de soberania nacional, “através de uma  Constituinte, o que só o presidente Lula tem base para  convocar”.

Pimenta, líder do PT na Câmara, historiou os graves incidentes ocorridos na Caravana no RS, como a agressão de ruralistas a 4 mulheres manifestantes pró Lula, uma ainda hospitalizada.

Lula levantou a galera desmascarando a perseguição que é vítima. Avançou alguns pontos de plataforma para novo governo “consertar o país, como a federalização do ensino médio” e uma proposta de “isentar do Imposto de renda quem ganha menos de 5 salários mínimos, com reajuste para que os ricos paguem imposto neste país”

Voltou a insistir na anulação das medidas dos golpistas “através de um plebiscito revogatório ou de uma nova Constituinte, porque eles já rasgaram esta Constituição”

Lula também reafirmou a sua candidatura a presidente, “para voltar e fazer mais coisas, tentar fazer a reforma agrária e legalizar as terras quilombolas. Acabou o ‘paz e amor’”

No palanque, as lideranças comentavam que foi o maior ato da caravana até aqui.

Markus Sokol

Artigo anteriorVenezuela: eleições remarcadas para 20 de maio
Próximo artigoEleições presidenciais no México