Enfermeiros fazem ato em defesa da categoria. Bolsonaristas atacam manifestantes

Bolsonarista ataca enfermeiros em ato no DF

O sindicato dos Enfermeiros e o Conselho regional de Enfermeiros do distrito federal organizaram no dia 1° de maio um ato em homenagem aos 55 enfermeiros, técnicos e auxiliares que já perderam a vida no combate à pandemia do coronavírus.

Cerca de 60 enfermeiros se postaram na praça dos 3 poderes, na capital federal, com distanciamento social segurando cruzes. Eles também distribuíram à imprensa uma carta em que denunciavam as condições de trabalho, cobrando Equipamento de Proteção Individual que estão em falta em vários hospitais pelo país.

Durante a manifestação pacífica e silenciosa Bolsonaristas ensandecidos decidiram atacar os manifestantes. Gritando que tudo o que está acontecendo é “fake news” e que moradores de rua teriam sido pago para usar jalecos, partiram para agressões verbais e físicas.

O Conselho Regional de Enfermagem emitiu nota dizendo que já identificou os agressores e vai processa-los. De acordo com o COREN  “A ignorância e a violência perpetrada contra a Enfermagem do Distrito Federal, em pleno Dia do Trabalhador e da Trabalhadora, não ficará impune, será respondida judicialmente, para que não mais se repita.”

Artigo anteriorDialogo e ação petista faz projeções no 1° de maio
Próximo artigo“Não seria a hora que paguem outros que não os trabalhadores?” entrevista com sindicalista da Saúde na Espanha