Residentes da saúde se manifestam exigindo pagamento de bolsas atrasadas

Foto Jornalistas Livres

Residentes da saúde, incluindo médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, fonoaudiólogos fizeram manifestação – com distanciamento social – para denunciar o atraso no pagamento de 2 meses nas bolsas dos profissionais. Eles fazem uma jornada semanal de 60 horas de trabalho, em regime de dedicação exclusiva, e recebem uma bolsa mensal no valor líquido de aproximadamente R$ 2,8 mil, paga pelo Ministério da saúde.

O Atraso afeta principalmente os profissionais do primeiro ano de residência.

O “Fórum Nacional de residentes em saúde” anunciou o inicio de uma greve nessa segunda feira, pelo pagamento dos atrasados. Eles exigem ainda o um reajuste para todos os residentes.

Em nota o Ministério da Saúde alega que os quase 5 mil residentes que ficaram sem receber “apresentam inconsistência nas informações transmitidas”. Os residentes contestam esse argumento, explicando que vários receberam um mês e não outro e que preencheram os dados que foram solicitados.

Artigo anteriorTorcedores do Corinthians fazem manifestação pela democracia contra Bolsonaristas
Próximo artigoProfissionais da saúde de Aracajú fazem manifestações por EPIs e testes para Covid