“Bolsonaro é o coveiro da nação”, afirma sindicato de agentes sepultadores

Questionado pelo número de mortes decorrentes do coronavírus no Brasil, Bolsonaro deu a seguinte resposta “Não sei, não sou coveiro”.

Em resposta, o dirigente do sindicato dos servidores públicos municipais de São Paulo (SINDSEP), João Batista Gomes, que representam os agentes sepultadores respondeu “Bolsonaro é o coveiro da nação”.

A afirmação foi noticiada em diversos jornais de todo o país.

Já o também dirigente sindical e agente sepultador Manoel Norberto afirmou que se trata, além de tudo, de um desrespeito com a categoria: “a população fala assim, mas vindo do presidente é uma forma de preconceito”.

Os números de mortes aumentam e há um quadro de subnotificação no país, enquanto o governo Bolsonaro incentiva o fim do isolamento e ataca empregos e salários. Esse governo precisar acabar.