Depois de manifestação, prefeitura de SP anuncia abertura de três hospitais, incluindo o Sorocabana

Manifestação pela reabertura do hospital Sorocabana em 22 de maio

O prefeito Bruno Covas anunciou nesta quinta feira (28) durante coletiva de imprensa que pretende abrir três hospitais na cidade de São Paulo para ampliar a oferta de leitos durante a pandemia do coronavírus.

São eles o hospital Guarapiranga, o hospital Brigadeiro e o Hospital Sorocabana.

O Anúncio ocorre depois que uma manifestação organizada por militantes petistas e sindicatos  no dia 22 de maio exigiu a reabertura do hospital, que fica numa das áres com maio incidência de mortes pela COVID 19 e menor quantidade de hospitais da capital paulistana, a zona oeste da cidade.

A reabertura do hospital é uma batalha antiga. Ele funcionou por mais de 50 anos e foi originalmente construído para atender os trabalhadores ferroviários.

Covas, no entanto, anunciou que por enquanto só abrirá o andar térreo, cedido pelo governo do Estado.

A luta agora deve prosseguir pela reabertura completa do hospital e para que ele seja 100% administrado pelo SUS, inclusive permanecendo em funcionamento após a pandemia.