CARTA DA CORRENTE O TRABALHO DO PT • 22 DE OUTUBRO DE 2014

No 2º turno: nenhuma abstenção, nenhum voto branco ou nulo. 

É DILMA PELA CONSTITUINTE!

Nenhum trabalhador pode ficar indiferente à ameaça aos seus direitos

É uma eleição crucial para o futuro do povo e da nação.

Num comício esta semana, o candidato da reação, Aécio, disse que “o que está em jogo não é apenas um candidato é a chance de tirar o PT do governo e ter a nossa libertação”!

A entrada na disputa, em seu favor, do jornal inglês “The Economist” – porta-voz internacional das finanças – não deixa dúvida de quem quer se libertar do que.

A Bolsa voltou a cair e o dólar a subir quando pesquisas deram a dianteira a Dilma.

O esforço da mídia, agora, é evitar que a falta d’água em São Paulo – que antes não influiu muito pela passividade da cúpula do PT – “contamine” de vez a eleição nacional.

Não é hora de baixar a guarda!

Até domingo, virão pesquisas discutíveis e manobras, inclusive com o TSE metido a censor.

Aécio pode ser um playboy, mas é o candidato da reação unida pelo corte dos direitos trabalhistas em nome da “competitividade”, pela reversão das conquistas como o aumento do salário mínimo, pelo aumento do superávit fiscal primário e mais privatizações.

Nenhum vacilo nesta hora!

Cada voto deve ser disputado. A começar pela abstenção que cres­ceu no 1º turno. Muita gente está enojada com os “políticos” em geral, como se viu em junho de 2013.

Mas é por isso; porque com esse Congresso não dá, que o Plebiscito Popular em setembro obteve quase oito milhões de votos, 97% pelo Sim à Constituinte Soberana e Exclusiva da reforma política.

O povo tem razão de se revoltar e fazer certas críticas ao governo ou ao PT, mas não para deixar a turma de FHC voltar para acabar de vender a nação!

Aécio é o vendilhão, mas a abstenção, assim como o voto nulo e branco, dão o espaço que o PSDB vendilhão precisa para voltar.

“O povo já decidiu, Constituinte para  mudar o Brasil!”

Há um caminho. Na semana passada, Dilma recebeu os votos do Plebiscito num ato informado pelo programa eleitoral da TV. Ela disse:

“Sinto cheiro de uma trans­formação. Pessoalmente consi­dero que a Constituinte é uma boa proposta. Nenhuma instân­cia se autorreforma sem a mo­bilização social. Não são aqueles que estão no exercício do mandato que irão fazer a reforma”.

Está claro, o caminho da vitória do povo trabalhador é um só: derrotar Aécio, com Dilma pela Constituinte para fazer a reforma política!

E destravar as reformas paradas no Congresso como a desmilitarização das polícias, a jornada de 40 horas e várias outras.

Atenção: ninguém deve  deixar se enganar!

É vergonhosa a propaganda do PSOL, PSTU, PPL e PCB.

Escondem-se atrás do “Não a Aécio” e convidam à abstenção, quando não pregam a indiferença, o voto nulo ou branco. Como se um trabalhador cons­ciente pudesse ficar “neutro”, quando seus direitos são ameaçados.

Pensam ajudar a derrotar o PT esperando se beneficiar. Mas o fato é que estão ajudando a vitória eleitoral da reação que golpearia a todos.

Por isso, saudamos aqueles que votando como votaram no 1º turno, agora estão com Dilma com faz parte do PSOL e setores do PSB.

Junte-se a nós!

A luta vai continuar!

A Corrente O Trabalho do PT dirige-se a você, leitor, para juntarmos forças. Juntos, podemos ajudar o povo a superar os obstáculos e abrir um caminho.

Você, que nos acompanha, participe das reuniões preparatórias do Encontro Nacional do Diálogo e Ação Petista (Brasília, 29 e 30 de novembro), para discutirmos as eleições e a continuidade da luta pela Constituinte.

Você que se interessa, integre-se à Corrente O Trabalho do PT!

NÃO AO RETROCESSO!

DILMA PELA CONSTITUINTE

Artigo anteriorPrograma eleitoral de Dilma recebendo resultado do plebiscito popular
Próximo artigoCarta da Corrente O Trabalho • 27 de outubro de 2014