Manifesto de sindicalistas CUTistas dirigido ao 5º congresso do Partido dos trabalhadores

Aos delegados e delegadas e participantes do 5º Congresso Nacional

O PT de volta para a classe trabalhadora.

Nós, sindicalistas CUTistas e PeTistas, estamos nos dirigindo aos delegados e delegadas do 5º Congresso Nacional do PT (Salvador, 11 a 13 de junho de 2015) por considerarmos muito grave a situação de nosso partido neste momento.

O PT, que completou 35 anos, hoje está imerso numa profunda crise. Aquele partido de militância, que organizava núcleos de base nos locais de moradia e trabalho, que nasceu “da decisão dos explorados de lutar contra um sistema econômico e político que não pode absorver os seus problemas, pois só existe para beneficiar uma minoria de privilegiados” (Manifesto de fundação), foi pouco a pouco transformando-se numa espécie de “federação de mandatos parlamentares”, onde, cada um deles, com raras e honrosas exceções, passou a agir como um “micropartido”. O PT acomodou-se a um sistema eleitoral que privilegia o financiamento de empresas para suas campanhas, em detrimento de suas características originais que privilegiavam a sua militância.

É certo que na última década a classe trabalhadora teve ganhos significativos. Foram adotadas políticas econômicas e sociais positivas para a maioria do povo brasileiro, como a valorização do salário mínimo e a criação de 22 milhões de novos empregos formais.  Ao final de 2014 a taxa de desemprego era de 4,8%, com a inflação controlada, com 40 milhões de pessoas saídas da extrema pobreza e com uma nova dinâmica de desenvolvimento regional no país, priorizando o investimento federal nas regiões Norte e Nordeste.

Vieram as eleições de outubro de 2014, onde a CUT e os movimentos sociais foram imprescindíveis para a reeleição de Dilma em defesa dos direitos e contra o retrocesso. Mas o governo, em vez de dar continuidade a essa relação positiva que garantiu a vitória no 2º turno, optou por uma guinada na política econômica, com medidas de ataques a direitos dos trabalhadores, sem sequer dialogar com as centrais sindicais. Aproveitando-se dessa situação, a oposição e a direita cresceram nas ruas e nas instituições, com o apoio da grande imprensa.

Nessa situação, o PT ficou no meio do fogo, ora dando sustentação às medidas de ajuste fiscal do governo, ora defendendo corretamente as nossas bandeiras, como na luta contra o PL 4330 da Terceirização. Causou profunda decepção na militância sindical petista a aprovação das MPs 664 e 665, que restringem o acesso das camadas mais vulneráveis de nossa classe a direitos trabalhistas e previdenciários.

É urgente interromper as tentativas de implementação de uma agenda neoliberal no país que têm como objetivo central reduzir o custo do trabalho através do desemprego e da flexibilização das Leis Trabalhistas. O Projeto 4330, da Terceirização, é parte fundamental dessa agenda, por isso o PT precisa seguir lutando por sua derrota agora no Senado (PLC 30).

Consideramos que a política de ajuste fiscal regressivo e recessivo inaugurada com a nomeação de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda coloca o PT contra a classe trabalhadora e as camadas populares que sempre foram sua principal base de apoio. Trata-se de uma política econômica que diminui o papel do Estado, corta investimentos e eleva juros, acabando por restringir direitos sociais, rebaixar salários e aumentar o desemprego, com impactos negativos no PIB.

Sabemos o que ocorreu na história recente com partidos de esquerda que aplicaram políticas de ajuste fiscal inspiradas pelo FMI, como se viu em alguns países da Europa: entraram em crise, foram derrotados em eleições, perderam sua base social. Não queremos que o mesmo aconteça com o PT!

Hoje o PT, que já gozou do apoio constante de mais de 30% do eleitorado, atinge a sua mais baixa popularidade. Assistimos a tentativas vindas de forças inimigas de criminalização de nossos dirigentes e do próprio PT, às quais o nosso partido não reagiu à altura. Segmentos do Judiciário, a mídia e partidos conservadores vêm tentando criar um cenário que permita abreviar o mandato de Dilma e até mesmo levar à extinção do PT.

Estamos seguros de que só sairemos dessa crise se retomarmos a nossa tradição de partido da classe trabalhadora, de organização da militância para a luta social e política. Basta de diretórios esvaziados e burocratizados, com direções que muitas vezes não têm relação com o movimento dos trabalhadores e setores populares. É preciso mudar nossos métodos de debate e decisão, em favor de mecanismos que permitam a real participação dos militantes na vida partidária.

O momento é grave e nós nos dispomos a assumir nossa parcela de responsabilidade no resgaste das melhores tradições do partido, intervindo de forma mais ativa e militante na sua vida. Queremos contribuir na formulação de uma política econômica voltada para o desenvolvimento e a inclusão social.

É preciso que o PT afirme a necessidade de o Estado atuar a favor do crescimento, é necessário reduzir a taxa de juros, fazer com que as tarifas públicas contribuam para a queda da inflação e implementar programas governamentais de incentivo à atividade produtiva. O sistema tributário deve ser progressivo, taxando grandes fortunas e heranças, com uma reforma que desonere salários, taxe lucros, dividendos e ganhos com a especulação financeira, ao mesmo tempo que se estimule o aumento de renda dos mais pobres. Os programas sociais do programa eleito precisam ser iniciados de imediato.

Enfim, uma agenda política positiva, que tenha no centro a valorização do trabalho, com uma política econômica anti-neoliberal que implica a democratização do Estado e a realização de reformas estruturais (reforma política democrática, reforma agrária, reforma tributária e democratização da comunicação).

É nosso dever, como dirigentes sindicais petistas, defender a classe trabalhadora. Jamais abdicaremos disso, inclusive quando houver conflito de posições entre nós, partido e governo. Seguimos em luta para interromper as políticas econômicas neoliberais que se expressam no início desse segundo mandato do governo Dilma Rousseff. É esta a pauta urgente para o Partido dos Trabalhadores: aumentar seu diálogo com os movimentos sociais e derrotar os inimigos dos trabalhadores e trabalhadoras.

Ainda é tempo de mudar de política e de plano econômico, o que, na nossa opinião, é essencial para a sobrevivência do PT como partido dos trabalhadores. E é com esse espírito que queremos intervir neste 5º Congresso: queremos o PT de volta para a classe trabalhadora!

Assinam a título individual:

31 membros da Comissão Executiva Nacional da CUT:

1. Vagner Freitas de Moraes – bancário
2. João Antônio Felício – professor
3. Carmen Helena Ferreira Foro – agricultora
4. Sérgio Nobre – metalúrgico
5. Maria Aparecida Faria – servidora pública
6. Quintino Marques Severo – metalúrgico
7. Aparecido Donizeti da Silva – químico
8. Antônio de Lisboa Amâncio Vale – professor
9. Maria Julia Reis Nogueira – servidora pública
10. Rosane Bertotti – agricultora familiar
11. José Celestino Lourenço (Tino) – professor
12. Admirson Medeiros Ferro Jr (Greg) – processamento de dados
13. Alfredo Santana Santos Jr – químico
14. Jasseir Alves Fernandes – agricultor
15. Rosane Silva – sapateira
16. Jacy Afonso de Melo – bancário
17. Valeir Ertle – comerciário
18. Expedito Solaney Pereira Magalhães – bancário
19. Maria da Graça Costa – servidora pública
20. Pedro Armengol de Souza – servidor público
21. Junéia Martins Batista – servidora pública
22. Eduardo Guterra – portuário
23. Daniel Gaio – bancário
24. Elisângela dos Santos Araújo – agricultora familiar
25. Jandyra Uehara – servidora pública
26. Julio Turra Filho – professor
27. Rogério Pantoja – urbanitário
28. Roni Barbosa – petroleiro
29. Rosana Sousa Fernandes – química
30. Shakespeare Martins de Jesus – metalúrgico
31. Vítor Carvalho – petroleiro

e os seguintes sindicalistas (em ordem alfabética):

32. Adeildo Bernardo – Servidor Público
33. Ademir Costa – Comerciário
34. Adércia Hostin – Professora
35. Adi dos Santos Lima – metalúrgico
36. Adilson Barros – Bancário
37. Adriana Ramos – Servidora Pública
38. Adriano Diogo – geólogo
39. Águida Cavalcante – Professora
40. Alan Rodrigo Do Nascimento Rodrigues – Bancário
41. Alberto da Cunha (Betinho) – Bancário
42. Aldamares M. do S. Santos – professora
43. Alessandra Silva – Jornalista
44. Alex Ricardo Fonseca- Químico
45. Alexander Cavalcanti Valença
46. Alexandre Lima Santos – servidor do judiciário
47. Alexandro Gomes – Professor
48. Amanda Mendonça – Professor
49. Amarildo Cenci – trabalhador da educação
50. Ana Maria – Professora
51. Ana Maria Alves de Araújo – Comerciário
52. Ana Maria de Angelis – trabalhadora em universidade
53. Ana Maria Silva Santos – técnica em enfermagem
54. Ana Rosa Garcia da Costa – servidora municipal
55. Ananda Carvalho – professora
56. Anderson Borja – Telecomunicações
57. André Jorge Marcelino da Costa Marinho – Professor
58. André Sabino – Professor
59. André Silva – Carteiro
60. Andrea Batista
61. Andreia Malta Brandão – Servidora Pública
62. Antônia Gomes – Comerciário
63. Antônia Joana da Silva – professora
64. Antonio Almeida Junior – comerciário
65. Antônio Augusto Borges – Bancário
66. Antonio de Almeida Junior – comerciário
67. Antonio de Padua Maia
68. Antônio Dutra – Sapateiro
69. Antônio Francisco Neto – Sapateiro
70. Antônio Pirotti – Bancário
71. Antônio Ricardo Lima – Rural
72. Antonio Sousa Ribeiro (trampolim) – agricultor
73. Arnaldo Vicente – Professor
74. Arnoni Hanke – Bancário
75. Arthur Bloise – Servidor Público
76. Aureo dos Santos – previdenciário
77. Bárbara Peixoto de Oliveira – Bancária
78. Belmar Marchetti – Bancário
79. Bernardo Fonseca – servidor do judiciário
80. Betão Cupolillo – professor
81. Bino Kohler – Bancário
82. Cadu Basilevski Aragao – Jornalista
83. Camila Barroso – Professor
84. Cândida Beatriz Rosseto – trabalhador da educação
85. Carlos Alberto de Freitas Nunes – bancário
86. Carlos Alberto Itaparica – Químico
87. Carlos Alberto Pires Guimarães – professor
88. Carlos Eduardo Bobsin – Bancário
89. Carlos Pires – Comerciário
90. Carlos Rogério Teixeira – Bancário
91. Carlos Tadeu Vilanova – servidor em autarquia
92. Carlos Veras – Trabalhador rural
93. Carol Costa – Bancária
94. Cássio Bessa – trabalhador da educação
95. Caubi de Freitas dos Santos – Comerciário
96. Celi Taffarel – professora universitária
97. Célia Maria Capistrano – Professora
98. Célio dos Santos – Servidor Público
99. Célio Romeu dos Santos – Bancário
100. Celso Carvalho – Servidora Publica
101. Celso Woyciechowski – trabalhador da educação
102. Chantal Russi – Servidora Pública
103. Cibele Cristina Telles Campos – servidora municipal
104. Cícero Aparecido da Silva
105. Cicero Lourenco da Silva – Servidor Público
106. Cida Pinto – professora
107. Cinthia Damasceno Reis
108. Claudio Gress – Servidor Público
109. Cleusa Cassiano – servidora federal
110. Cleuzimar Gonçalves De Oliveira – Professora
111. Crispim Carvalho da Hora – Saneamento
112. Cristiane Veras – Sapateira
113. Cristiano Moreno dos Santos – Bancário
114. Cristina Dias da Silva Coelho – Bancária
115. Daniel Mittelbach – Servidor Público
116. Danillo Assunção – Urbanitário
117. Darby Igayara – bancário
118. Darci Acioli – Professora
119. Dario Delavy – Bancário
120. Dary Beck Filho – Petroleiro
121. Débora Faith – professora
122. Denise Falkenberg Corrêa – Bancária
123. Deyvid Bacelar – petroleiro
124. Dilton Mota Rufino
125. Dionizio Jânio Barbosa de Souza
126. Doris Regina Acosta Nogueira – Professora
127. Dorival Telles – Bancário
128. Douglas de Almeida Cunha – servidor estadual
129. Edi Frutuoso da Costa -servidor federal
130. Edielson Sousa Santos – Químico
131. Édio Vogel – Sapateiro
132. Edísio Santos de Oliveira – Comerciário
133. Edison Cardoni – servidor federal
134. Edson Aparecido da Silva – Sociólogo
135. Edson Aparecido da Silva – urbanitário
136. Edson Conceição – servidor municipal
137. Edson Rodrigues Garcia Professor
138. Edson Sousa – Comerciário
139. Eduardo Munhoz da Costa – Bancário
140. Edy Cesar dos Passos Júnior – Servidor Público
141. Eleandra Kock – servidora federal
142. Eliane Bandeira – professora
143. Eliezer Gomes – comerciário
144. Elizeu Rodrigues Gomes – Comerciário
145. Eloiz Cristino – Servidor Publico
146. Elton Lima
147. Erica Aragão – jornalista
148. Érica Fabíola Monteiro Barbosa – Bancária
149. Érica Guedes dos Santos – Servidora Pública
150. Evandro Nascimento – Comerciário
151. Éverton Gimenis – bancário
152. Fabiana Caramez – Jornalista
153. Fábio Gian Braga Pantoja – Bancário
154. Fábio Giori – Setor de Saneamento
155. Fabio Gonçalves Rosa
156. Fábio Rosa – trabalhador em tecnologia da informação
157. Fátima Veloso – servidora municipal
158. Fernanda Barcelos Faustino – Comerciária
159. Fernanda Lauria – Servidor do Judiciário
160. Fernando Feijão – rodoviários
161. Fernando Linhares – Professor
162. Fernando Maia da Costa Petroleiro
163. Fernando Paulino – jornalista
164. Francisco Carlos Oliveira
165. Francisco de Paula Bastos Correia – servidor federal
166. Francisco Expedito Abdala – Bancário
167. Francisco Francimar Silva – Comerciário
168. Francisco Givanildo
169. Francisco Gomes Sobrinho – Setor Têxtil
170. Francisco José de Oliveira – Comerciário
171. Francisco Luiz Neto – Comerciário
172. Francisco Ricardo Correia Mata – Servidor Público
173. Francisco Vilela – Agentes Comunitários de Saúde
174. Francisco Wagner Monteiro – eletricitário
175. Gabriel Magno – Professor
176. Gediel Junior – servidor federal
177. Genilson Duarte – servidor público federal
178. Geralcino Santana Teixeira
179. Gerly Miceli – Servidora Pública
180. Gilberto Salviano da Silva – bancário
181. Gilmar José Dos Santos – Bancário
182. Gilson Gois – químico
183. Gilson Navega – Servidora Pública
184. Giovandro Santa Brígida – setor Químico
185. Giovanni Nunes Talavera – servidor federal
186. Girlene Lazaro da Silva – Professora
187. Giselda Grzeca Diesel – Bancário
188. Glaucus José Bastos Lima –processamento de dados
189. Gleice Jane Barbosa – professora
190. Grigorio Maurício dos Santos Rocha – urbanitário
191. Guilherme Carpintero de Carvalho – arquiteto
192. Guiomar Voigt – servidor federal
193. Hamilton Caiana – Professor
194. Hamilton Ramos Correa – Professor
195. Helena Santana – Sapateira
196. Hélio Ricardo Libório – Petroleiro
197. Henrique Filho – Professor
198. Hermes da Silva Leão – professor
199. Heronides Meireles – Servidor Público
200. Huascar Filho – Servidora Pública
201. Humberto Clímaco – professor
202. Ieda Silva- Bancária
203. Iolanda Rocha – Professora
204. Iracema Martins Pompermayer – servidora do Judiciário Federal
205. Íris de Carvalho – Professora
206. Isaias Dias – bancário
207. Isis Marques – Bancaria
208. Ismael Cesar – servidor público federal
209. Israel Rodrigues – Professor
210. Izanildo Sabino
211. Jacqueline Albuquerque – servidora do judiciário
212. Jacyr Zimmerman – Bancário
213. Jailton Farias – Professor
214. Jair Emeri – professor
215. Jairo de Jesus – trabalhador em processamento de dados
216. Janeslei Albuquerque – Professora
217. Jaqueline Perroud do Sacramento – Bancária
218. Jean Alves – Telecomunicações
219. Jefferson Salazar – urbanitário
220. Joanita Cavalcanti
221. João Afonso Petenenati
222. João Aloísio – Petroleiro
223. Joao Antonio de Moraes – petroleiro
224. Joao Batista Gomes – servidor municipal
225. João Carlos Rosis – Químico
226. João Rodrigues – Metalúrgico
227. Jorge Braga – petroleiro
228. Jorge Luiz Ignácio – Servidora Pública
229. Josa Queiroz – Metalúrgico
230. José Alberto dos Santos – Comerciário
231. José Alves Neto
232. José Antonio Garcia Lima –processamento de dados
233. José Aparecido da Silva (Neno) – servidor público
234. José da Silva Cavalcanti – metalúrgico
235. Jose de Anchieta Couto – trabalhador em telecomunicação
236. José de Oliveira – Servidor do Judiciário
237. José do Patrocínio Martins – servidor federal
238. José Francisco Russo Osório – Petroleiro
239. José Jorge Maggio – professor
240. José Lenival de Oliveira – metroviário
241. José Marques Fonseca Neto – Comerciário
242. José Ribamar de Sousa dos Santos – Comerciário
243. José Ricardo – metalúrgico
244. José Roberto Santana da Silva – bancário
245. José Thadeu – Professor
246. Jose Tiago Passos Ferreira – Rodoviário
247. José Valter Medeiros Campelo – servidor do Judiciário Federal
248. Josiel Reis – Carteiro
249. Juberlei Bacellos – Bancário
250. Juliana Chagas da Silva Mittelbach – Servidora Saúde
251. Lauro Amaral – Metalúrgico
252. Leonardo Urpia – petroleiro
253. Leonidia Laranjeira Fernandes – servidora federal
254. Licio Lobo – arquiteto
255. Lilian Araújo Pinto – Sapateira
256. Lourival Lopes – comerciário
257. Luci Jorge – Servidora Pública
258. Lucia Maria Santos – Servidora Pública
259. Luciano Avellar
260. Luciano Farias – Servidor Público
261. Luciano Fetzner – Bancário
262. Luciano Nascimento – Professor
263. Luciene Bonfim Nascimento da Silva – Servidora da Saúde
264. Lucilene Binsfeld – comerciária
265. Luís Carlos Cassemiro – Bancário
266. Luís Edilson Madeira – Bancário
267. Luís Otávio Soares – Bancário
268. Luiz Antônio Ferreira Lisboa – Petroleiro
269. Luiz Carlos – Servidor Público
270. Luiz de Souza Filho
271. Luiz Fernando Rodrigues – Funcionário de Escola
272. Luiz Gomes – professor
273. Luiz Gustavo Encarnação – Servidor Público
274. Luiz Lourenzon – petroleiro
275. Manoel Moura – Servidor da Saúde
276. Mara Rejane Weber
277. Mara Weber – Servidora do Judiciário
278. Marcello Azevedo – Bancário
279. Marcelo Beltão – trabalhador em telecomunicações
280. Marcelo Carlini – servidor judiciário
281. Marcelo Fiorio – eletricitário
282. Marcelo Rodrigues da Silva- Bancário
283. Márcio Ramos Saldanha – Bancário
284. Marco Tulio Paolino – professor
285. Marcolino Antunes de Oliveira – servidor federal
286. Marcos Hartung – trabalhador na construção civil
287. Marcos Pereira da Silva – Comerciário
288. Marcos Sampaio – Sapateiro
289. Marcos Tresmondi – professor
290. Margarida Silva Calixto – servidora municipal
291. Maria Angelina Dadalto
292. Maria Aparecida do Carmo – Química
293. Maria Aparecida Flores – Servidora Pública
294. Maria Consuelo – Professora
295. Maria Da Conceição Ribeiro De Oliveira – Professora
296. Maria de Jesus Demetrio Gaia – Bancária
297. Maria de Lourdes Lose – Servidora Pública
298. Maria do Céu Carvalho – Professora
299. Maria do Socorro C. Silva – comerciária
300. Maria Ferreira Lopes – Metalúrgica
301. Maria Helena Silva de Faria – trabalhadora na previdência
302. Maria Ivandecia da Silva – Comerciário
303. Maria Izabel de Azevedo Noronha (Bebel) – professora
304. Maria Zélia Pereira – Professora
305. Mario Luis – Comerciário
306. Maristela Monteiro Pereira – advogada
307. Mariuza – professora
308. Marizar Mansilha de Melo – servidor federal
309. Marlei Fernandes de Carvalho – Professora
310. Marta Gagno Intra
311. Marta Queiroz – Professora
312. Martinho Afonso da Cruz Souza – gráfico
313. Maurício Ricardo Rossi – Professor
314. Maurino Silva – servidor estadual
315. Mauro Rezende – Bancário
316. Mauro Salles Diretor – bancário
317. Meg Guimarães – professora
318. Melissa Stein Carrier – Servidora Pública
319. Messias Ferreira Nunes – Comerciário
320. Michel Adriano Szurkalo – sociólogo
321. Milton Canuto – Professor
322. Milton Rezende – Bancário
323. Moisés Araujo da Silva – servidor federal
324. Murilo Silva – bancário
325. Nádia Aparecida Brixner – Funcionaria de Escola
326. Neemias Rodrigues – Bancário
327. Neide Aparecida – Servidora Pública
328. Neide Maria Zanon – Petroleiro
329. Nelson Galvão – professor municipal
330. Neuza Luzia Pinto – Servidora Pública
331. Nildo Antonio Leite de Mendonça
332. Nilson Theobald Barbosa – Servidora Pública
333. Nilton Oliveira Mota Santos – aeroviário
334. Noeli Santos – Sapateira
335. Odinéa Lopes Gonçalves – Bancário
336. Orlando Almeida Filho – bancário
337. Oton Pereira Neves – servidor federal
338. Paola Pelacani – Bancaria
339. Paula Leite – servidora municipal
340. Paulo de Souza Bezerra – químico
341. Paulo de Tarso Ferreira– urbanitário
342. Paulo Farias – Professor
343. Paulo Führ – Sapateiro
344. Paulo Henrique Santos Fonseca – trabalhador na educação
345. Paulo Juarez Gomes – Sapateiro
346. Paulo Roberto Stekel – bancário
347. Paulo Valneri Schmidt – Bancário
348. Paulo Zochi – jornalista
349. Rachel Weber – Bancaria
350. Rafael Budha – petroleiro
351. Rafael Crespo – petroleiro
352. Rafael Freire – Professor
353. Rafael Pereira – Servidor Público
354. Raimunda Cascaes – Professora
355. Raimunda Soares da Costa
356. Ramatis Jacino – professor
357. Regina Lessa – Sapateira
358. Regino Marques – Eletricitário
359. Reinaldo de Matos Lima – professor
360. Renata Nogueira – Sapateira
361. Renê Munaro- servidor municipal
362. Roberto André da Silva Gomes – Bancário
363. Roberto Antônio von der Osten – Betão – bancário
364. Roberto Franklin Leão – professor
365. Roberto Luque – servidor federal
366. Roberto Ponciano- Servidor do Judiciário
367. Roberto Sérgio – Professor
368. Robinson Ciréia -professor
369. Rodnel Monteiro – Professor
370. Rodrigo dos Santos – bancário
371. Rogério Giannini – psicólogo
372. Rogério Matos – Saneamento
373. Romão da Silva – servidor municipal
374. Rômulo Weyl da Cunha Costa – Bancário
375. Ronaldo Augusto de Alcântara – Servidor Público
376. Ronaldo Sousa – Sapateiro
377. Rosalina Socorro F. Amorim – Bancário
378. Rosane Teresinha Zan – professora
379. Rosângela Costa – Servidora Pública
380. Rubens Marques de Souza (Dudu) – professor
381. Samuel Bastos – Bancário
382. Sandro Soares De Mattos – Bancário
383. Saulo Rezende De Araújo – Bancário
384. Sebastião Tadeu – Professor
385. Sérgio Amorim – Bancário
386. Sergio Luiz Campos Trindade Bancário
387. Sidnes Santos – Servidor Público
388. Silvana Alves – Sapateira
389. Silvaney Bernardi – químico
390. Silvio Zanin – sociólogo
391. Sinezio Rodrigues – professor
392. Socorro Lago – processamento de dados
393. Sônia Baldez – Servidor Público
394. Suzane Barros Acosta – professora
395. Tânia Maria Flores – Servidora Publica
396. Tatiana Cibele Da Silva Oliveira – Bancaria
397. Téo Lucas – Servidor Público
398. Teresa Cristina Ferreira de Souza – bancário
399. Tereza de Fátima dos Santos Rodrigues Lemos – Professora
400. Tônia Duarte – Servidora Pública
401. Ubirajara Freitas – Metalúrgico
402. Valci Maria Mattos – Professora
403. Valdemir Leão – processamento de dados
404. Valdênio Aguiar Ramos – Comerciário
405. Valdir Fernandes Tafarel
406. Valéria Reis – Servidor Público
407. Valter A raiz Neiva – Professor
408. Valter Pereira Andrade – ferroviário
409. Vanilda Anunciação – jornalista
410. Vera Barradas – Servidora Pública
411. Vera Miranda Servidora Pública
412. Victor Hugo Lemos De Araújo – Bancário
413. Vilani de Souza Oliveira – servidora municipal
414. Vinicius Cascone – advogado
415. Virginia Berriel – trabalhadora em telecomunicações
416. Waldira P. S. Calado – Professor
417. Walkes Vargas – psicólogo
418. Walkíria Olegário Mazeto – Professora
419. Walter da Luz Pinto- servidor federal
420. Walter Matos – servidor federal
421. Wellington Lucas – trabalhador em universidade
422. Wescly Mendes de Queiroz – bancário

 

Artigo anteriorCUT diz não a apelo da presidente por ajuste
Próximo artigoEscancarada a corrupção na Fifa