Pedro Mendes Garcia, presente!

A Direção Nacional da Corrente O Trabalho do PT, seção brasileira da IV Internacional, cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento hoje de nosso camarada PEDRO MENDES GARCIA aos 79 anos, vítima de complicações decorrentes da COVID-19.

Pedro Garcia teve sua trajetória política inicial ligada ao movimento estudantil e ao PCB na Vila Maria antes do golpe de 1964. Já como trabalhador bancário, foi militante de base do Sindicato, sendo funcionário durante muitos anos do Banco de Tokio. No momento de fundação do PT em 1980/81 integrou o então diretorio distrital de Vila Guilherme. Com a legalização do PCB, acompanha seu companheiro Paulo Gnecco e integra a direção local desse partido. Desde então, torna-se o principal apoio de seu amigo médico Paulo Gnecco nas lutas políticas que travaram no PCB e nos movimentos sociais na região da Vila Maria. Crítico mordaz do stalinismo, não poupa o PCB com declarações públicas contrárias a direção. Pedro Garcia foi o principal incentivador para que os militantes do PCB da região aderissem a iniciativa do Acordo Internacional dos Trabalhadores que convocava então a Conferência Mundial Aberta em Barcelona, o que levou Paulo Gnecco a ser um dos delegados brasileiros ao evento em 1991. Com a crise do PCB se avolumando ajuda a editar o boletim Debate Comunista como uma referência nacional de resistência marxista no interior do PCB. Com a expulsão de Paulo Gnecco do partido, filia-se ao PT pela segunda vez, junto a 150 companheiros seus de Vila Maria.

Integra a Corrente O Trabalho nesse mesmo período. Pedro foi um militante dedicado, disciplinado e muito querido por todos nós. Nesse momento difícil enviamos nosso abraço solidário a sua companheira Therezinha e a seu filho Pedro Carlos, além de todos da região que nesse momento lamentam sua perda.

Pedro Mendes Garcia presente!

São Paulo, 14 de outubro de 2021.

Artigo anteriorJornal O Trabalho n°891