DAP lança campanha por liberdade aos presos políticos do Chile!

Neste domingo (20), o DAP realizou uma plenária nacional com a participação de mais de 250 pessoas de 20 estados do país. Um dos convidados que tomou a palavra foi o dirigente sindical e popular do Chile, Luís Mesina.

Mesina falou sobre a situação do país que vive a contradição de um processo Constituinte debaixo de dura repressão política. Ele denunciou o fato de que existem hoje 2000 presos políticos em seu país.

Em consequência o DAP decidiu ao final da plenária iniciar uma campanha de solidariedade para libertação destes 2000 presos políticos.