SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -
CORRENTE O TRABALHO DO PT

Reitoria da UnB persegue estudantes

4 de julho de 2014
UnB

Ataque aos direitos

Oito estudantes da UnB estão sendo perseguidos por ter protestado contra a entrega de parte do Restaurante Universitário (RU) à iniciativa privada através de atos pacíficos. A Reitoria os ameaça com processos administrativos que podem levar ao pagamento de multa de mais de R$ 29mil.

Essa reação da Reitoria não é fortuita ou despropositada. Faz parte da judicialização da política, com a criminalização dos movimentos, que tem ganhado fôlego. É a imposição pela força da proibição do direito elementar de manifestação, para que somente tenham voz aqueles que hoje já dão as cartas do jogo.

Não é de se espantar que o reitor Ivan Camargo encampe essa luta. É a reitoria que defende a Polícia Militar no Campus para repressão dos estudantes e do povo, que é ligada às fundações de apoio, que espoliam a verba pública destinada ao ensino superior, e que, ao não priorizar a assistência estudantil e privatizar parte do RU, motivou os protestos. Agora, mais uma vez, mostra-se intransigente na negociação com os universitários que exigem a retirada dos processos.

Uma mobilização nacional tem se desenvolvido em defesa dos estudantes perseguidos, defendendo todo o movimento estudantil e o próprio direito à manifestação na sociedade. Para lutar pelas reivindicações da juventude é fundamental o direito democrático à manifestação.

Como parte dessa mobilização, uma moção pelo fim dos processos foi aprovada pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e mais de 90 outras entidades (trecho):

“Nós, entidades representativas de estudantes, professores e servidores não toleramos mais uma tentativa de criminalização do movimento estudantil. Defendemos que as manifestações pautadas no último período foram resultado da organização dos estudantes na defesa dos seus direitos e melhorias para a comunidade acadêmica como um todo. Por isso, exigimos do reitor Ivan Camargo e do CONSUNI [Conselho Universitário], a retirada das acusações e que não criminalizem nenhum estudante!”

Leia na íntegra em: http://bit.do/mocaounb



Outras publicações

17 de agosto de 2017

Na UFBA, estudantes ficam sem auxílio-moradia e situação tende a se agravar O desmonte promovido pelo governo golpista está atingindo em cheio a educação. Na Universidade Federal da Bahia (UFBA), os estudantes se mobilizam para recuperar a assistência estudantil. O Trabalho entrevistou Matheus Mascarenhas, diretor de Assistência Estudantil do Diretório Central dos Estudantes da UFBA […]


16 de julho de 2017

Novos ataques à educação No último dia 6, Michel Temer e seu comparsa, Mendonça Filho (DEM), Ministro da Educação, anunciaram Medida Provisória do “Novo FIES” (Fundo de Investimento Estudantil), com novas restrições para os contratos de 2018. Cortes no MEC atingem em cheio as universidades federais que não têm dinheiro para funcionamento, principalmente Assistência Estudantil. […]


6 de julho de 2017

Defesa da educação pública e dos estudantes das privadas integram decisões. O 55º congresso da UNE (CONUNE) ocorreu de 14 a 18 de junho, marca uma nova etapa da luta do movimento estudantil, pois adotou resoluções que permitem o necessário enfrentamento do governo golpista e sua política de retirada de direitos e de investimentos da […]


SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -