Ato em Maceió exige Fora Bolsonaro e cobra de Renan Filho que não privatize empresa de água e esgoto

A CUT-AL e movimentos sociais realizaram ato de protesto no centro de Maceió, participaram dezenas de ativistas de diversos movimentos sociais, incluindo representantes da CUT, Conlutas e de mais de 10 sindicatos, além de militantes do PT e do movimento de moradia.

Depois os manifestantes saíram em caminhada até a porta do palácio do governador. O movimento puxou palavras de ordem de fora Bolsonaro e cobra do governador Renan Filho política de assistência a população mais pobre do estado e que não privatize a companhia estadual de água e saneamento (Casal).

Maceió 2

Artigo anteriorNo dia do “Fora Bolsonaro” CUT/RS inicia campanha por testagem de todos os trabalhadores na saúde
Próximo artigoFlorianópolis: ato “Fora Bolsonaro” denuncia as 69 mil mortes na pandemia