Atos contra o genocídio do povo negro marcam dia da abolição inacabada

Manifestação em Belo Horizonte

Neste dia 13 de maio, manifestações contra o genocídio do povo negro e pela apuração e punição da chacina de Jacarezinho tomaram as ruas em todo o país. Manifestantes ainda exigiam o fim do governo Bolsonaro.

Em São Paulo, cerca de 3 mil pessoas percorreram a Avenida Paulista. A militância de base do PT esteve presente em peso, ao lado de militantes de diferentes organizações, em ato convocado pelo MNU e a Coalizão Negra por Direitos.

Concentração no MASP, na Avenida Paulista

Em Salvador o ato foi no Atakarejo, onde dois homens negros foram pegos roubando, entregues a traficantes e mortos depois de tortura.

No Rio de Janeiro, milhares de pessoas se concentraram no centro da capital fluminense.

Já em Belo Horizonte centenas de pessoas percorreram o centro da cidade, encerrando o ato na praça Sete.

Outras manifestações marcaram o dia em Brasília, Florianópolis, Fortaleza…

Ainda no inicio do dia uma manifestação na capital alagoana recebeu o presidente genocida

Artigo anteriorCILI-Américas realiza conferência virtual sobre teletrabalho
Próximo artigoO Chile vai às urnas