Pela candidatura e a liberdade de Lula!

É hora de reforçar a construção de Comitês Populares em Defesa da Democracia e do Direito de Candi­datura de Lula. Para dialogar com o povo sobre a verdade dos processos, e denunciar a perseguição do can­didato que quer revogar as medidas golpistas e adotar outras em favor das condições de vida da maioria.

Para isso, os Comitês devem dis­tribuir panfletos, visitar vizinhos e colar cartazes.

No PT, nada é mais importante do que formar Comitês, é o que dá sen­tido às campanhas de parlamentares e governadores.

Nenhuma entidade democrática, muito menos um sindicato, pode ficar indiferente ao direito de candidatura.

Abaixo publicamos exemplos de Comitês. Qualquer petista pode formá-los no bairro, no sindicato ou na escola, sem precisar o convidado se declarar eleitor de Lula, pois o que está em jogo é o direito democrático de escolha. Afinal, afastar Lula, o favorito, se­ria fraudar a eleição, um esbulho da vontade popular!

Lula Livre

São vários processos jurídicos ao longo do ano, pelos quais os golpistas tentarão tornar Lula inelegível e até prendê-lo. Explicamos na edição 822 como, pela legislação em vigor, Lula pode ser candidato a presidente e ven­cer, mesmo sem habeas corpus, inclu­sive na cadeia

Veja em https://otrabalho.org.br/ate-da-prisao-lula-pode-ser-candidato

Mas é inaceitável que Lula seja preso nas próximas semanas, cerceando suas Caravanas e movimentos pelo país.

A detenção de Lula sob qualquer pretexto, será o sinal para uma vigo­rosa campanha pela sua libertação, apoiada nas organizações dos traba­lhadores e democráticas, em todo o Brasil e a nível internacional.

Como nunca antes no Brasil!

Markus Sokol

VOLTA REDONDA (RJ)

Domingo, 11 de março: o Comitê Popular em Defesa da Democracia e do direito de Lula ser Candidato, do Sul Fluminense realizou, em Volta Redonda, uma panfletagem na Feira Livre da Vila Santa Cecília. Além de sindicalistas da construção civil, estavam presentes militantes do PT, entre eles os aderentes do Diálogo e Ação Petista. Também presentes alguns companheiros do PCO. O resultado foi positivo, com pessoas juntando-se à distribuição de panfletos. O Comitê volta a se reunir dia 22. Vai fazer o balanço e tirar novas atividades.

BELO HORIZONTE (MG)

O Diretório do PT Zonal Norte de Belo Horizonte, criou em final de janeiro o Comitê Popular em defesa da Democracia e de Lula candidato. Já foram realizadas visitas e a receptividade das pessoas foi muito boa. Isso animou o comitê a se fazer presente – inclusive com uma faixa “Eleições sem Lula é fraude” – no ato de lançamento da pré-candidatura do Lula, por ocasião do aniversário de 38 anos do PT, em 21 de fevereiro.

Na última reunião (foto) o comitê decidiu fazer um panfleto, para seguir com o trabalho de diálogo com os trabalhadores da região.

ACIT COM LULA
Luiz Eduardo Greenhalgh, secretário adjunto de Relações Internacionais do PT, enviou carta aos Coordenadores do Acordo Internacional dos Trabalhadores e dos Povos (AcIT), “em nome da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffman, e de Monica Valente, nossa Secretaria de Relações Internacionais” onde “o partido, nossos militantes e nosso companheiro Lula lhes agradecemos o apoio que nos anima a continuar a luta pela emancipação do povo brasileiro”. A carta anuncia que “estamos constituindo um Comitê Internacional de Solidariedade cuja finalidade é restabelecer as garantias democráticas no Brasil e defender o direito de Lula apresentar-se às eleições presidenciais. Desejamos, se for possível, a adesão do AcIT à esta iniciativa”.
Reunido dia 23, em Paris, o AcIT, através dos Coordenadores – Louisa Hanune, deputada e secretária do Partido dos Trabalhadores da Argélia, e Dominique Canut, pelo Birô Nacional do Partido Operário Independente da França – respondeu “apoiamos plenamente a campanha para que o companheiro Lula possa ser candidato. Nos dirigimos à todas as organizações, correntes e militantes que seguem as atividades do Acordo para que possam continuar esta campanha nas formas que considerem apropriadas. Estamos a disposição para qualquer iniciativa ou proposta”.
Neste dia 15, então, em Salvador, serão lançadas as propostas deste Comitê Solidariedade Internacional.

Artigo anteriorEleições na Itália causam sobressalto
Próximo artigoTaxação do aço: “cadeia produtiva em jogo no país”, afirma metalúrgico de Minas