PM retira apoio de outdoor bolsonarista em Minas após denúncia do deputado Betão (PT)

Um Outdoor bolsonarista na cidade de Raul Soares em Minas Gerais foi colocado na rua com uma logo da Polícia Militar do Estado, sinalizando “apoio” da instituição.

Ciente da situação, o deputado Betão, do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais cobrou explicações do governador Zema e do comando geral da PM, denunciando a situação.

“Como é de conhecimento amplo, Bolsonaro e seus apoiadores têm convocado manifestações políticas anti-democráticas para essa data, com termos similares, e que em hipótese nenhuma deveriam envolver qualquer participação da instituição Polícia Militar. O governador, responsável pela atuação da PM, tem que responder diretamente sobre essa questão e prestar esclarecimentos à toda sociedade”, escreveu o deputado nas redes sociais.

“Não podemos aceitar a tutela militar, seja ela exercida pelas forças armadas ou pelas forças policiais”, concluiu Betão.

Em resposta, o governo determinou a retirada da logomarca, dando a seguinte explicação “devido à pandemia da covid-19 e, diante a todos os cuidados sanitários necessários, não serão realizadas celebrações pelo Estado que promovam aglomerações no Dia da Independência, comemorado em 7 de setembro. Sobre a possibilidade de protestos populares na data, o governo destaca que esse é um direito constitucional e que a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) fará o monitoramento para avaliar a necessidade de planejar uma ação de segurança quando houver a confirmação dos atos em qualquer cidade do estado. A respeito do outdoor sobre manifestação na cidade de Raul Soares, na Zona da Mata, a PMMG informa que não tem qualquer participação no referido evento e solicitou aos organizadores a retirada da logomarca da corporação da peça publicitária.”

Artigo anteriorMP 1045 é derrotada no Senado
Próximo artigoSalário sofre maior perda real em um ano e pobreza aumenta em 24 estados