Mais de 50 sindicatos de Santa Catarina ameaçam “greve pela vida” caso governador recue da quarentena

Mais de 70 entidades, incluindo cerca de 50 sindicatos ameaçam greve pela vida caso o governador de Santa Catarina se alinhe com Bolsonaro e empresários e recue das medidas de quarentena e isolamento social necessárias para conter a pandemia do coronavírus.

As entidades endereçaram uma carta ao governador que reproduzimos abaixo:

“Sr. Governador, repudiamos o seu recuo. Somos a favor da vida de cada catarinense.

Sr. Governador, os Decretos de contenção da pandemia assinados por Vossa Excelência, que promoveram restrições de circulação, interrupção das aulas e fechamento temporário dos serviços não essenciais, foram medidas acertadas e indicadas por todas as autoridades nacionais e internacionais sérias.

Íamos bem, dentro das possibilidades, até a terça-feira à noite quando o Presidente da República destilou ódio e divisão na sociedade com as suas palavras. Na contramão das recomendações das organizações nacionais e internacionais de saúde, Bolsonaro orientou que retomássemos a normalidade, menosprezando os perigos da doença e, sobretudo, a vida do povo brasileiro. O discurso irresponsável e criminoso, movido pela pressão dos empresários que sustentam o seu inepto governo, mobilizou pessoas e entidades empresariais que não estavam preocupadas com a vida, mas com cifras. Acionava-se, mais uma vez, o exército de robôs com as rasas argumentações de WhatsApp, em detrimento da vida de milhares de pessoas.

Sr. Governador, este seu recuo, sob a pressão das entidades empresariais irresponsáveis, matará muitas pessoas e colocará sangue em suas mãos.

O Sr. está repetindo um erro muito recente. Na Itália, em 26 de fevereiro eram 258 pessoas infectadas e 12 óbitos quando se iniciou a campanha “Itália não Para”. Um mês depois, são mais de 7 mil mortos, mais de 700 seguem morrendo todos os dias, famílias que sequer podem se despedir do ente querido. Hoje, a maior exploração do trabalho está nas horas ininterruptas dos marceneiros e trabalhadores das fábricas de caixões.

O prefeito da cidade de Milão Giuseppe Sala, mais afetado pelo Covid-19 na Itália, admitiu publicamente o erro na campanha de retomada.

As alegações de que as condições climáticas e o perfil dos infectados são diferentes não prosperam, pois a curva pandêmica segue em ritmo similar ao País europeu. Por lá, retomou-se o isolamento completo.

O Sr. Governador irá, efetivamente, ceder aos anseios de algumas pessoas/entidades e cometer o mesmo erro da Itália? Fazer isto é assinatura da morte de milhares de pessoas que não morreriam se a retomada não for concretizada.

As entidades sindicais e associações abaixo assinadas repudiam veementemente o precoce plano de retomada da economia apresentado em 26.03.2020 e exigem que o governo continue reforçando com as medidas de isolamento social. Não compactuamos com o discurso meramente econômico da crise em detrimento da vida dos catarinenses.

O momento é de salvar as vidas dos catarinenses, uma a uma. Paremos um período agora para continuarmos depois. Precisamos que o governo pense em medidas que protejam a saúde das pessoas, fortaleçam o SUS e que garantam que os catarinenses tenham o mínimo de renda para a sua subsistência.

Há medidas que podem garantir os empregos e impulsionar a economia. É preciso proibir demissões, decretar estabilidade no emprego, proteger os salários e direitos, garantir renda para os trabalhadores informais, escoamento da produção do pequeno proprietário rural, extensão do seguro-desemprego, financiamento para os pequenos comerciantes e empresários, produção planejada da produção para fabricação de produtos, medicamentos e equipamentos para combate à pandemia, entre outras. Basta gerenciar os recursos do estado em defesa da vida, dos empregos, e não dos lucros.

É ilusão pensar que vamos retomar o crescimento e driblar a crise expondo toda sociedade ao risco de contaminação pelo vírus. Isso levará o colapso das atividades sociais e do sistema de saúde, agravando ainda mais a situação, inclusive do ponto de vista econômico.

Sr. Governador, se formos obrigados a trabalhar em condições de morte, seremos obrigados a fazer greve em favor da vida!”

Assinam:

CUT/SC – Central Única dos Trabalhadores de Santa Catarina

CSP Conlutas SC  – Central Sindical e Popular de Santa Catarina

CTB SC – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras de Santa Catarina

UGT-SC – União Geral dos Trabalhadores de Santa Catarina

CSB SC – Central Sindical de Santa Catarina e seus 63 sindicatos filiados

Intersindical SC  -Central da Classe Trabalhadora de Santa Catarina

Sinjusc – Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário de Santa Catarina

Sintrajusc – Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal

SINTE SC – Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina

SINTE Regional Florianópolis

SINTE Regional de Joinville

SINTE Regional Blumenau

SinPsi SC – Sindicato dos Psicólogos do Estado de Santa Catarina

SOESC – Sindicato dos Odontologistas no Estado de Santa Catarina

Sindicato dos Metalúrgicos de Joinville

SEEF – Sindicato dos Empregados em Edifícios de Florianópolis

Fetessesc – Federação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços e Saúde do Estado de Santa Catarina

FETRAF SC – Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Santa Catarina

Sindisaúde Criciúma e Região – Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Criciúma e Região

SindSaúde/SC – Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Saúde Pública Estadual e Privado de Florianópolis e Região

FETRAM – Federação dos Trabalhadores Municipais de Santa Catarina

FETRAFI SC – Federação dos Trabalhadores em Instituições Financeiras de Santa Catarina

FECESC – Federação dos Trabalhadores no Comércio no Estado de Santa Catarina

Sintrafi – Sindicato dos Bancários de Florianópolis e Região

Sintespe – Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual de Santa Catarina

SINPROESC – Sindicato dos Professores no Estado de Santa Catarina

Sintaema SC – Sindicato dos/as Trabalhadores/as em Água, Esgoto e Meio Ambiente em SC

Sintraseb – Sindicato Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau

Sintrasem  – Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis

Sitrampa – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Palhoça

SINDICONTAS – Sindicato dos Auditores Fiscais de Controle Externo do Tribunal de Contas de Santa Catarina

SINSEJ – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville e Região

SISERP – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Criciúma

SINSEP – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaraguá do Sul e Região

Sintram/SJ – Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de São José

SITESPM-CHR – Sindicato Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Chapecó e Região

Sinpronorte – Sindicato dos Trabalhadores em Instituições de Ensino Particular e Fundações Educacionais do Norte do Estado de Santa Catarina

Sindicato dos Bancários de Chapecó

SIMPE-SC – Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Santa Catarina

Sinvig – Sindicato dos Vigilantes de Chapecó

Sinproeste – Sindicato dos Professores do Oeste de Santa Catarina

Stieel – Sindicato dos Eletricitários de Lages e Região

SINTIACR – Sindicato dos Trabalhadores na Indústrias da Alimentação de Criciúma e Região

Sittracol – Sindicato dos Condutores de Veículos e Trabalhadores nas Empresa de Transportes Coletivos Urbano Interm. e Interestadual de  Passageiros de Chapecó e Região

Stimme – Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e Materiais elétricos

Seaac – Sindicato da Empresas de Asseio e Conservação

Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campos Novos

SINASEFE-SC – Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica e Profissional de Santa Catarina

SINASEFE Concórdia

ANDES UFSC – Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior – Seção Sindical da Universidade Federal de Santa Catarina

SINTUSFC – Sindicato dos Trabalhadores da UFSC

SINTUDESC – Sindicato dos Técnicos da UDESC

Aprudesc – Associação dos Professores da Udesc

FEPE SC – Fórum Popular de Educação de Santa Catarina

SINTECT-SC – Sindicato dos Trabalhadores na Empresa de Correios e Telégrafos e Similares de Santa Catarina

Sindalesc – Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa de Santa Catarina

Sinergia – Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Energia Elétrica de Florianópolis

Sindprevs/SC – Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência do Serviço Público Federal em Santa Catarina

UCE – União Catarinense de Estudantes

UJS-SC – União da Juventude Socialista

ASSIBGE/SC – Sindicato Nacional das trabalhadoras e trabalhadores do IBGE – Núcleo SC

Movimento Sinte pela Base

MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens

APUFSC – Associação dos professores da Universidade Federal de Santa Catarina

Rebeldia – Juventude da Revolução Socialista

Organização Anarquistas Contra o Racismo (ACR)

Elo das Marias

ABRASME- SC – Associação Nacional Brasileira de Saúde Mental