Trabalhadores portuários nos EUA cruzaram os braços em solidariedade ao movimento negro

Ato dos Portuários em Seattle

Os trabalhadores portuários da Costa Oeste norte americana cruzaram os braços numa inédita greve em solidariedade à luta do povo negro que explode em todos os Estados Unidos e em diversos países.

A greve de 8 horas foi realizada no dia 19 de junho, data em que se celebra a abolição da escravidão nos EUA e quando ocorreram dezenas de manifestações por todo o país.

Todos os 29 portos da costa oeste – de San Diego (divisa com o México) a Vancouver (no Canadá) – pararam. Em todas essas cidades portuárias houve atos e passeatas de portuários, convocada pelo ILWU – sindicato geral dos portuários da Costa Oeste – e apoiada por outros sindicatos e organizações populares.

Esta é a primeira vez na história dos EUA que um sindicato de alcance nacional (e internacional, com bases em Vancouver, no Canadá) como o ILWU comemora oficialmente o 19 de junho.

Além da greve, uma enorme marcha com os portuários ocorreu em Oakland, maior porto e contou com a participação de milhares de pessoas. Houve um importante ato com falas de personalidades, como o ator Danny Glover, a ex-Patera Negra, Angela Davis e o velho Pantera Negra e dirigente sindical Portuário Clarence Thomas.

Manifestação em Oakland, Portuários de colete.
Manifestação em Oakland, Portuários de colete.