Trabalhadores de Florianópolis fazem manifestação contra reforma da previdência municipal

O prefeito de Florianópolis resolveu aprovar em plena pandemia uma reforma da previdência municipal que promove um confisco salarial de 3% para todos os trabalhadores do serviço público da cidade.

O Sindicato dos servidores públicos municipais (SINTRASEM) organizou uma manifestação nesta terça feira (12). Para respeitar o distanciamento social, alguns manifestantes usando Equipamentos de proteção individual participaram enquanto o sindicato apresentou em um varal imagens de mobilizações de massa marcantes da categoria no mesmo local.

A pressão deu resultado. O projeto sofreu pedidos de vistas e teve o regime de urgência retirado da tramitação. Mas pode voltar na semana que vem.

Os servidores seguem mobilizados, estão pressionando vereadores nas redes, fazendo abaixo assinado e podem voltar a se manifestar.

 

Artigo anteriorO drama e a luta dos contratados temporários da educação no Mato Grosso durante a Pandemia
Próximo artigoComeça o colapso da saúde no Brasil