Trabalhadores de Hospital em Minas Gerais denunciam equipamentos de proteção frágeis

Os profissionais da regional de Juiz de Fora do SindSaúde-MG denunciaram ao mandato do deputado Estadual Betão (PT-MG) a falta de rigor com os EPI’s fornecidos aos funcionários do Hospital Regional João Penido.

Segundo a representante do sindicato Lê Romani faltam capotes totalmente impermeáveis, um dos itens adequados à proteção do trabalhador em tempos de coronavírus.

Imediatamente Betão enviou um requerimento endereçado a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e à FHEMIG – Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerias em que se solicita verificação da situação do material EPI – Equipamento de Proteção Individual – destinado aos servidores dos hospitais da rede.

Essa solicitação cobra providências para garantia da segurança das trabalhadoras e trabalhadores em seu ambiente de trabalho, principalmente em um momento tão grave como o que estamos vivendo. Não é possível deixar esses trabalhadores vulneráveis.

A assessoria de Betão entrou em contato com o diretor do Hospital Regional João Penido, Daniel Ortiz, que afirmou compromisso em apurar todas as denúncias apresentadas.

Artigo anteriorSindicato denúncia falta de equipamento para profissionais da saúde em SP
Próximo artigoFrentes “Brasil Popular” e “Povo Sem Medo” defendem fim do governo Bolsonaro em plataforma de emergência