SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -
CORRENTE O TRABALHO DO PT

Vem aí os Encontros Setoriais do PT

11 de agosto de 2017

kazu

Hora de colocar em prática as resoluções do 6º Congresso

Passado o 6º Congresso, o partido começa a preparar os seus Encontros Setoriais. Os vários setoriais do partido (Sindical, mulheres, combate ao racismo, educação, etc.), exceto da juventude que se realizará noutra data, se reunião em sua etapa estadual entre os dias 2 e 24 de setembro e as etapas nacionais se realizarão em outubro.
Para participar é preciso estar filiado até o dia 22 de outubro de 2016 e, obrigatoriamente, fazer a opção pela participação num dos setoriais até o próximo dia 18 de agosto.

A opção por uma setorial pode ser feita por meio da página eletrônica “Comunidade PT”, em seu diretório zonal ou municipal, junto à Secretaria de Organização do Diretório de seu Estado ou Junto ao setorial estadual de sua militância.

Criadas como um espaço substituto dos núcleos “temáticos” do PT, como eram os de categoria, os setoriais deveriam tornar-se “elo com a sociedade”, conforme de diz no PT, no entanto eles jamais conseguiram ocupar essa lacuna.
Vários setoriais se constituíram como instrumentos de assessoria e espaço de disputa nos governos do PT ou de “aliados”, muito distante do diálogo necessário com nossa base social. No entanto, outras vezes assumiram posições mais críticas; desenvolveram o combate contra as políticas privatistas, fizeram propostas e promoveram medidas e campanhas justas.

Os Encontros Setoriais serão um primeiro momento de participação e discussão dos militantes após o 6º Congresso e suas positivas resoluções. Será um momento privilegiado para traduzir para os vários setores de atuação dos petistas as decisões. Como foi feito, por exemplo, após a condenação de Lula, na palavra-de-ordem “Eleições sem Lula é Fraude”, “ Lula Presidente com Constituinte”, etc.

Outro debate importante, também fruto da decisão do Congresso é como prosseguir o combate na Frente Brasil Popular, uma frente de ação comum, que não deve “suplantar as entidades que a compõem ou se sobrepor aos partidos, às centrais sindicais e movimentos sociais, aos quais cabem o protagonismo das ações” (resolução do 6º Congresso).

Um tema debatido e que mereceu um posicionamento do Congresso. Além disso, os Encontros podem ser fóruns para a troca de experiências e a construção de posições comuns e de entre os militantes e que pode concluir em propostas para ação prática na luta de classes.

 

Moro condena Lula e filiações ao PT dão um salto

Desde a condenação sem provas do ex-presidente Lula e da decisão arbitrária do juiz Sérgio Moro, do dia 12 de julho, quarta-feira, até a manhã de segunda-feira, dia 17, o Partido dos Trabalhadores recebeu 3.127 pedidos de filiação apenas a partir da ferramenta disponibilizada pelo PT no seu site oficial, sem que, nesse período, nenhuma campanha especial tenha sido impulsionada. Vem em boa hora a decisão do Seminário de planejamento da Comissão Executiva Nacional, a ser submetido ao Diretório Nacional do PT, a implementação da campanha de filiação decidida pelo 6º Congresso, chamando a filiação para reforçar a defesa de Lula.

O movimento espontâneo de filiação logo após a condenação de Lula, assim como a crescente aprovação do PT, que lidera na preferência partidária com 18%, segundo o Datafolha, são uma clara demonstração do lugar que o partido ocupa na crise política em que o país está mergulhado e, ao mesmo tempo da responsabilidade que recai sobre seus ombros frente ao que seria uma “segunda chance” que o povo pode nos dar. E para isso é responsável tirar todas as lições do golpe, aprender com os erros e fazer o 6º Congresso decidiu: combater para eleger Lula, convocar uma constituinte soberana e governar com base num programa anti-imperialista e anti-latifundiário.

Para filiar-se ao PT acesse www.pt.org.br/filiacao

Laércio Barbosa



Outras publicações

12 de setembro de 2017

A Frente Povo Sem Medo articula o movimento “Vamos!”, com a participação de nomes ligados ao PT e PSOL. O “Vamos!” prevê um calendário de três meses de debates pelo país, transmitidos pela internet, com participação do público por meio do site. O objetivo é tratar de cinco temas: democratização da economia; democratização da política […]


11 de setembro de 2017

No segundo turno da eleição ao governo do Amazonas, no dia 27 de agosto, venceu Amazonino Mendes (PDT), que era apoiado por golpistas como o Senador Omar Aziz (PSD) e o prefeito de Manaus Arthur Virgilio Neto (PSDB), com 59,26% dos votos válidos, contra 40,74% do seu adversário do PMDB, Eduardo Braga, apoiado pela Senadora […]


23 de agosto de 2017

Força da militância mantém partido unido A eleição suplementar, chamada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com a cassação do governador José Melo (PROS), dominou a etapa estadual do 6º Congresso do PT. Os delegados decidiram, por unanimidade, lançar candidato próprio, o que não ocorria desde 2002. O PCdoB da senadora Vanessa Graziottin apoiou o senador […]


SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES - SEÇÃO BRASILEIRA DA 4ª INTERNACIONAL -