“Condenação de Gabrielli pelo TCU é clara injustiça”, diz nota do PT

Publicamos abaixo uma nota do PT, adotada no dia 16 de abril, que fala da injustiça cometida pelo TCU ao condenar o ex-presidente da Petrobras José Sergio Gabrielli, mostrando que a prossegue a perseguição ao PT. Também publicamos uma entrevista do próprio Gabrielli à Luis Nassif, no GGN.


Nota do PT

A decisão de ontem (15 de abril) do Tribunal de Contas da União, que condenou o ex-presidente da Petrobrás José Sergio Gabrielli no processo de aquisição da Refinaria de Pasadena, é uma injustiça contra um dirigente que muito contribuiu para fazer da estatal brasileira uma das maiores empresas do mundo e legou ao país o imenso patrimônio do pré-sal.

A aquisição da Refinaria, em 2006, observou os parâmetros técnicos, os procedimentos legais e os interesses estratégicos da Petrobrás na ocasião. Quando foram abertas investigações sobre a compra, anos depois, num processo de criminalização contaminado por interesses políticos, o próprio TCU foi favorável a excluir o nome de Sérgio Gabrielli do rol de investigados por irregularidades.

Mais do que injusta, causa perplexidade a condenação de ontem, no âmbito da mesma decisão que inocentou completamente a ex-presidenta Dilma Rousseff das falsas acusações contra ela levantadas.

O Partido dos Trabalhadores manifesta publicamente sua solidariedade ao companheiro Gabrielli, que terá todo nosso apoio para lutar em todas as frentes pela reversão dessa injustiça.

Comissão Nacional Executiva do Partido dos Trabalhadores

16 de abril de 2021

Artigo anteriorDesindustrialização acelerada
Próximo artigoDirigentes da CUT questionam presença de inimigos da classe em palanque do 1° de maio