Nota do PT Paulista sobre as revelações do Intercept: “Pela liberdade imediata de Lula”

Em conversas inéditas reveladas pelo The Intercept Brasil, mostram que Moro e Dallagnol combinavam atuações no âmbito da Lava Jato para incriminar Lula e inviabilizar a candidatura de Fernando Haddad à presidência do Brasil.

A série de reportagens publicadas neste domingo (9/6) pelo site The Intercept Brasil expõe áudios do ex-juiz federal e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e do procurador Deltan Dallagnol, que mostram atuação conjunta dos dois na operação Lava Jato. O então juiz federal foi muito além do papel que lhe cabia quando julgou os casos da Lava Jato. Moro atuou contra a democracia, a verdade e o povo brasileiro.

O extenso lote de arquivos divulgados pelo Intercept mostra que os procuradores da Lava Jato, afirmando serem apartidários, tramaram para impedir que o Partido dos Trabalhadores ganhasse a eleição presidencial de 2018. Entre as ações do grupo, destacam o impedimento de entrevistas de Lula, no período eleitoral, com o intuito somente de afetar o resultado da disputa entre Haddad (PT) e Bolsonaro (PSL).

As ações combinadas pelos procuradores e pelo ex-juiz, com objetivos políticos, causaram ao ex-presidente Lula e a sua família desrespeito e desumanidade. Está claro que os processos contra Lula estão corrompidos e cercados de ilegalidades.

As revelações reafirmam as denúncias feitas pelo PT, de modo que, mais uma vez, fica claro as arbitrariedade e atuações de grupos de procuradores e setores jurídicos, os quais atuam contra o Partido dos Trabalhadores e o povo brasileiro. Uma ação deliberada para instalar um governo cuja política visa acabar com nossa soberania, entregando nossas riquezas e destruir os direitos dos trabalhadores, como o desmonte da Previdência contra o qual os trabalhadores vão parar o Brasil na grande greve geral, no dia 14 de junho, próxima sexta-feira.

O PT Paulista chama a militância e a sociedade para juntos exigirmos o reestabelecimento da ordem democrática com responsabilidade criminal e abertura de todos os processos dos envolvidos, bem como a anulação dos julgamentos que condenaram o ex-presidente Lula. Os fatos divulgados colaboram, ainda mais, com sua inocência e com sua imediata libertação. A reportagem evidencia como Moro atuou para incriminar Lula.

Diretório Estadual do PT Paulista

Artigo anteriorEm coletiva de imprensa deputado Betão convoca para campanha pela Liberdade de Louisa Hanoune
Próximo artigoBrasil na lista suja da OIT