Parece que vai dar PT

O PT é o partido preferido de 28% dos brasileiros, o melhor resultado desde 2013 no Datafolha (30 de dezembro).

O PT é o preferido desde 1999. Mas entre março de 2015 e dezembro de 2016 – da dramática frustração popular no segundo mandato de Dilma, e com a campanha da direita até o golpe do impeachment – o PT amargou um piso de preferência de 9%.
Mas apesar da perseguição judicial e da prisão de Lula em 2018, o PT veio se recuperando, ainda mais depois da soltura de Lula no final de 2019, no rumo do recorde de 31% em abril de 2012.

Ao longo do período o Congresso Nacional, o Judiciário e as Forças Armadas, perderam confiança em proporções diferentes, segundo as pesquisas. E veio caindo a participação eleitoral, até o recorde de votos nulos, brancos e abstenções nas eleições municipais de 2020.

No último Datafolha agora, o PSDB e MDB aparecem empatados, ambos com 2% cada. Não quer dizer que o eleitor não reconheça algum político local, mas não liga a partido nacional. Tanto que esses acima estão empatados dentro da margem de erro de 2%, como PDT e PSOL tendo1% cada um.

Mas PSB, PCdoB e a direita em geral não chegaram a pontuar! Então, quem precisa de federação?

Markus Sokol

Artigo anteriorUm país à deriva frente à pandemia
Próximo artigoChega de genocídio da juventude negra